<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

José Cid actua para Leões de Portugal, sportinguistas percebem que há coisas piores do que empatar em Paços de Ferreira

30 outubro, 2008

Artista tem alinhamento especial pensado para o evento.

A VI Gala dos Leões de Portugal, instituição de solidariedade ligada ao Sporting, contará com um espectáculo musical de solidariedade de José Cid, oferecido pelo próprio. «O artista está solidário com todos os sportinguistas que têm de levar com o Paulo Bento. A sua intenção é, ao cantar as suas músicas, mostrar a todos os adeptos do clube que há catástrofes muito piores do que empatar com o Paços de Ferreira ou ser humilhado pelo Real Madrid», afirmou Carlos Gato, porta-voz da instituição, em rigoroso exclusivo para o Jornal do Fundinho. «Além disso, ao ouvirem "Como o Macaco Gosta de Banana" ou "A Cabana Junto à Praia", certamente os sportinguistas perceberão que existem coisas ainda mais penosas do que ver o losango do Bento, o penteado do Barbosa ou a incapacidade do Franco de articular duas palavras após a hora de almoço», acrescentou Gato.
Antecipando a noite do próximo dia 13 de Novembro, José Cid anunciou já que dedicará "Um Grande Grande Amor" a Miguel Veloso e Yannick Djaló e que apresentará versões especiais dos temas "No Dia em que o Rei Fez Anos", especialmente escrita a pensar nas vezes em que Vukcevic é convocado, e "O Melhor Tempo da Minha Vida", que recordará a Liédson o velho hábito de prolongar sempre mais uma semana as suas férias no Brasil.

Etiquetas:

Manuel Feijão | 0 comentário(s) |

Escolas públicas apostam tudo na Carslberg Cup

29 outubro, 2008

Privadas dominam campeonato das escolas secundárias, mas públicas não desarmam.

Os estabelecimentos de ensino privado dominam de novo os rankings das escolas secundárias, atendendo aos resultados obtidos nos exames nacionais, mas as escolas públicas prometem não baixar os braços e lutar pela vitória na Taça de Portugal Millennium e, em particular, na Carlsberg Cup.
Na Escola EB23/S do Cerco, no Porto, que tem a pior classificação, já há mesmo quem olhe para a Taça da Liga como a salvação da época. «O ano não tem sido positivo, derivado a termos tido várias lesões de professores, depois de serem barbaramente agredidos pelos nossos alunos, mas a Carlsberg Cup tem uma estrutura que favorece as pequenas escolas, e nós temos esperança de que podemos, pelo menos, atingir uma média de cinco valores», refere o director José Tramado, em exclusivo para o Jornal do Fundinho.
Também em Coimbra, na escola pública melhor classificada, se apontam baterias para outras competições. «Não conseguimos o apuramento para a UEFA, porque não fomos além do 13.º lugar, mas vamos agora tentar chegar às competições europeias através da Taça de Portugal, porque é uma competição feita jogo a jogo e em que é menos importante o facto de os alunos dos privados terem mais dinheiro, melhores condições, maior acesso a explicações, serem escolhidos a dedo, não terem de se preocupar se lhes roubam o dinheiro do lanche ou não terem de servir de cobaias a experiências do Ministério... enfim, esses pequenitos pormenores, e quando assim é...», pondera Adelaide Faz-Tudo, professora na Escola Infanta D. Maria.
Comentando os resultados do campeonato, Couto dos Santos, antigo presidente do Ministério da Educação, defendeu que o sistema público é facilitista, tendo depois acrescentado «digo eu, depois de ter pensado dois segundos sobre este assunto antes de debitar esta opinião altamente considerada e importante».
Já no actual Ministério da Educação, organizador da competição, Maria de Lurdes Rodrigues congratulou-se com a divulgação dos rankings, considerando que «desta forma os jornalistas deixam de me chatear durante uns tempos, porque andam entretidos de volta das máquinas de calcular e a escrever notícias que até um puto da Escola do Cerco era capaz de escrever ao mesmo tempo que roubava um auto-rádio para o pai poder ir comprar droga». Contactados para comentar as declarações da ministra, os jornalistas recusaram-se, argumentando que para isso teriam de começar a pensar.

Etiquetas:

Arnaldo Midões | 0 comentário(s) |

Brincadeira com Magalhães vale queixas de Sócrates contra Gato Fedorento

27 outubro, 2008

Paródia no programa "Zé Carlos" motiva 'chuva' de queixas do primeiro-ministro na ERC.

A sátira dos Gato Fedorento ao computador Magalhães bateu o recorde de reclamações na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), com José Sócrates a enviar mais de 100 mensagens àquele organismo. «Nunca um programa recebeu um tão elevado número de cartas a contestá-lo», afirmou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, Paulo Portátil, membro da ERC, acrescentando: «Posso confirmar que recebemos exactamente 72 e-mails, 13 SMS, 11 mensagens de voz, 10 cartas e 4 faxes do primeiro-ministro. Sei isto assim tão certinho porque até fizemos um Excel com estes dados todos no Magalhães do meu filho».

Sócrates: Magalhães não é religião [foto E. Calhau]

As queixas de Sócrates referem o seu descontentamento com a associação das sessões de formação sobre aquele computador ao ritual da missa católica, «como se fosse comparável um mero mandamento do filho de Deus com os mandamentos das simpáticas senhoras da Intel que nos trazem a boa nova do Magalhães», pode ler-se numa das missivas. O sketch em causa decalca os rituais da eucaristia, incluindo a entrega da hóstia, que é substituída por um CD, o que motivou particular reacção do líder do Governo: «Como comparar o corpo de Cristo a um consumível usado pelo Senh... pelo Magalhães?», pergunta numa mensagem deixada no voice-mail da ERC.
O teor das reclamações do primeiro-ministro centra-se «essencialmente na ofensa, no achincalhamento e na falta de respeito pelo hardware e software do Magalhães, em especial pelos rituais da instalação dos programas essenciais ao seu funcionamento», sintetiza Portátil.
José Sócrates não se mostrou disponível para comentar o assunto, uma vez que estava ocupado com um dos programas pré-instalados no Magalhães, o jogo "Technical English is Fun".

Etiquetas:

Arnaldo Midões | 0 comentário(s) |

Afinal acidente de Haider foi plano para homenagear o Holocausto

24 outubro, 2008

Político nacionalista austríaco tinha agenda escondida que é agora revelada.

Jörg Haider, histórico líder da extrema-direita na Áustria, que morreu num acidente de viação no passado dia 11 de Outubro, quando regressava embriagado de uma festa gay, provocou na verdade a sua própria morte. «Ele esteve a praticar o coito com homens e depois matou-se para poder ser cremado, assim homenageando o Holocausto naquela que considerava uma das suas mais bonitas vertentes: a queima de homossexuais», revelou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, Wolfgang Amadeus Mozart, famoso compositor do séc. XVIII e um de apenas cinco homens austríacos que nunca dormiram com Haider.
Sabe-se agora que Haider havia passado a manhã do dia da sua morte a vender roupa interior de baixa qualidade numa feira ao ar livre, ao mesmo tempo que protestava contra a exploração do homem pelo homem e gritava que pertencia ao povo mais importante do mundo e que era melhor Deus prestar-lhe mais atenção se não quisesse ter problemas. «Na verdade, quando ele vier a ser cremado, é como se fossem queimados um gay, um cigano, um comunista e um judeu. Se ele estivesse vivo enquanto era queimado, seria uma evocação extremamente bonita do Holocausto, até porque deficiente já ele era, da mioleira», explica Mozart.
Jorg Haider, um nacionalista de 58 anos, era líder da Aliança para o Futuro da Áustria (BZÖ) e governador da Caríntia, sendo reconhecido como um homem de família quase abstémio e, ao que se vê, mentiroso e hipócrita.

Etiquetas:

Pinto da Cruz | 0 comentário(s) |

Obama compra 100 mil livros do Goucha apenas porque pode

22 outubro, 2008

McCain já se manifestou contra e aproveitou para fazer pedido ao adversário.

O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos Barack Obama, anunciou hoje que comprou mais de 100000 livros de Manuel Luís Goucha, "Os Doces do Manel", pelos quais pagou uma quantia a rondar os dois milhões e meio de Dólares. «Só em Setembro angariei 150 milhões, se quiser até mando comprar todos os CDs do José Castelo Branco que forem postos à venda», declarou Obama, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, acrescentando: «Tenho tanta massa que quase posso pagar todas as dívidas do Vale e Azevedo».
O candidato do Partido Democrata não tem ainda destino para os livros que adquiriu, embora tenha revelado que já deu indicações ao seu candidato a vice-presidente, Joe Biden, «para sair de debaixo da pedra onde tem estado e para fazer alguma coisa, arrumando aquilo tudo na cave lá de casa».
Entretanto, o candidato republicano criticou aquilo que considerou como «uma medida despesista», mas lamentou acima de tudo o rumo da sua própria campanha: «Se eu tivesse mandado a Palin, em vez de dizer que o preto é amigo do Bill Ayers, anunciar que ele é amigo do Goucha, de certeza que ganhava isto!» John McCain aproveitou, no entanto, para pedir aos jornalistas que transmitissem um pedido ao seu rival: «Já que ele tem dinheiro para gastar, se ele pudesse comprar-me uma algália nova, eu ficava-lhe muito agradecido».
Fontes bem informadas, uma vez que foram inventadas por nós e, por isso, são aquilo que nós quisermos, garantem que Barack Obama pondera agora sobre a compra de um carregamento de corta-unhas com a imagem de Nossa Senhora de Fátima, de uns ailerons e saiotes de tuning para o autocarro de campanha ou, caso não pretenda gastar tanto dinheiro, de Portugal.

Etiquetas: ,

Pinto da Cruz | 0 comentário(s) |

Pinto da Costa contra arbitragem a cinco

21 outubro, 2008

Presidente do FC Porto não quer, Platini e Queiroz estão a favor.

Depois de a UEFA ter feito diversas experiências de inclusão de cinco árbitros em campo, em jogos de futebol jovem, Pinto da Costa veio já a público manifestar-se contra esta possibilidade. «Penso de que é uma medida incorrecta, para mais em tempos de crise, porque assim vou ter de quase duplicar o nosso orçamento disponível para a próxima temporada», afirmou, em rigoroso exclusivo para o Jornal do Fundinho, o presidente do FC Porto, que acrescentou: «Isto vai ser mau para o futebol português, porque, por um lado, vamos ter de vender um talento como o Lucho para poder comprar mais uns 50 árbitros por época e, por outro, não vai haver orçamento para contratar um treinador decente e lá teremos de manter o Jesualdo».
Mas as objecções do histórico dirigente não o impedem de ver algumas vantagens no modelo: «Pelo sim, pelo não, já mudei o meu tarifário para um daqueles em que recebemos bónus quanto mais chamadas fizermos, porque penso de que passarei a falar muito mais ao telemóvel». Pinto da Costa mantém, porém, que esta não é a melhor forma de resolver os problemas da arbitragem, reiterando que a sua equipa de árbitros ideal «só teria um elemento, que seria eu, ou então, em alternativa, o Reinaldo Teles, que eu não quero ser acusado de ser parcial».
Mas a verdade é que nas altas instâncias da UEFA a experiência foi muito bem acolhida, com o presidente daquele organismo a considerá-la como extremamente positiva, uma vez que, nas suas palavras, passam a existir mais quatro olhos em campo. Michel Platini fez até questão de precisar: «Bem, no caso do futebol português, como os árbitros portugueses costumam ver os jogos com o olho do cu, até serão seis olhos».
Quem também se mostrou, entretanto, favorável a uma possível aplicação da fórmula de cinco árbitros foi o seleccionador nacional Carlos Queiroz: «Sempre eram mais dois pares de pernas em campo, podia ser que a bola batesse numa delas e entrasse na baliza do nosso adversário, que eu já não sei o que é que podemos fazer mais para marcar golos...»

Etiquetas:

Manuel Feijão | 0 comentário(s) |

Distrital do PSD aprova Badaró e Batatinha para a Câmara de Lisboa

20 outubro, 2008

Santana Lopes já não está sozinho na corrida pela nomeação.

A distrital de Lisboa do PSD validou hoje as candidaturas de Badaró e do palhaço Batatinha à presidência da Câmara Municipal de Lisboa nas eleições autárquicas de 2009, dois nomes que assim se juntam ao já anteriormente aprovado Pedro Santana Lopes. «Garanti à presidente do partido que apenas levaria a votação nomes com que eu soubesse que ela concordava. Assim, e como depois de aprovarmos o nome do dr. Santana Lopes ela me disse que só faltava mesmo era apoiarmos as candidaturas do Badaró ou do Batatinha, foi isso que fizemos agora», afirmou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, o presidente daquela distrital social-democrata, Carlos Carreiras.
A Direcção nacional do PSD terá agora total liberdade para escolher um destes três nomes para apresentar na corrida à liderança da Câmara da capital, segundo Carreira. «Não queremos condicionar a decisão da dra. Ferreira Leite! Ela que não veja a escolha do Badaró e do Batatinha como um condicionamento, mas como uma oportunidade... uma oportunidade para escolher o dr. Santana Lopes», afirma o dirigente partidário, acrescentando que as propostas da sua distrital podem não ficar por aqui: «Não queremos ser acusados de fazer baixa política e de não fornecermos alternativas, e por isso posso anunciar que vou sujeitar a votação nos próximos dias os nomes do Guilherme Leite, do Croquete, do anão do Circo Cardinali e do Luís Filipe Menezes».
Quem já reagiu à decisão da distrital lisboeta foi Pacheco Pereira que, no seu blogue, colocou consecutivamente, nas últimas horas, o símbolo do PSD virado para baixo, invertido horizontalmente, na diagonal e com um efeito esférico, no que pode ser entendido como uma firme manifestação de um posicionamento político e ético ou como uma interessante demonstração de domínio das ferramentas básicas do Photoshop.
Manuela Ferreira Leite não faz, por enquanto, qualquer comentário (sobre nada, na verdade), mas foi possível apurar que, embora ela adore Santana Lopes e tenha a melhor das ideias sobre a sua competência e capacidade de liderança, bem como sobre a sua enorme capacidade intelectual, está neste momento mais inclinada para nomear como candidato do PSD o Emplastro.

Etiquetas:

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

Manuela Moura Guedes em depressão depois de não conseguir fazer comentário sarcástico

17 outubro, 2008

TVI já encontrou quem vai substituir a pivot enquanto esta recupera.

A apresentadora do "Jornal Nacional 6.ª Feira", Manuela Moura Guedes, entrou hoje em depressão depois de, durante aquele bloco informativo, não ter sido capaz de dizer uma frase sarcástica no final de uma reportagem, ficando-se apenas pelo esgar irónico. «Ela ainda tentou emitir, pelo menos, um riso de escárnio, mas bloqueou de tal forma que não lhe saiu nada», explicou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, José Eduardo Moniz, primeira-dama da TVI.
O episódio teve lugar depois de ser exibida uma peça sobre um trabalhador da construção civil que se engasgou enquanto bebia uma mini, estando prevista na altura uma interpelação em tom sarcástico de Moura Guedes ao primeiro-ministro, responsabilizando-o directamente pelo acidente, a que se seguiria um arroto e um conjunto de impropérios contra «as bestas que governam esta espécie de país» por parte de Vasco Pulido Valente. Mas o comentador foi mesmo o primeiro a ser apanhado de surpresa: «Eu estava já preparado para insultar e chamar nomes a uma série de tipos e aquela gaja não me diz o raio da frase, começa para ali a gaguejar, a gaguejar... Nunca a tinha visto assim, incapaz de dizer mal do Sócrates».
A estação de Queluz anunciou entretanto que a apresentadora se encontra numa instituição para doentes mentais, mas que amanhã já deve abandonar as instalações da TVI em Queluz e ser transportada para um hospício a sério. «Tenho a certeza de que a Manuela vai recuperar rapidamente e vai voltar ao seu lugar à frente do nosso programa de piadas de sexta à noite. Mas enquanto ela não o puder fazer, devo anunciar que acabamos de roubar o Quim Roscas e o Zeca Estacionâncio à RTP e serão eles a apresentar todas as emissões do "Jornal Nacional". Espero é que se entendam bem como Pulido Valente e o Miguel Sousa Tavares, que são um bocado mais carroceiros do que eles», revelou Moniz.

Etiquetas:

Lucília Gralha | 0 comentário(s) |

Depois de Joe o Canalizador, McCain vira-se para Bob o Construtor e o Carteiro Paulo

16 outubro, 2008

Candidato republicano quer cativar o voto do desenho-animado de classe média.

Depois de, no último debate presidencial, ter passado mais de 20 minutos a falar de Joe o Canalizador, Joe McCain esteve hoje de manhã numa acção de campanha junto de Bob o Construtor e realizou depois um comício em Vila Verde, onde se encontrou com o Carteiro Paulo. Segundo diversos analistas, o candidato do Partido Republicano às eleições norte-americanas pretende marcar pontos junto dos bonecos animados de classe média, sejam pequenos empresários ou funcionários do Estado.
«O meu amigo Joe falou-me do Bob e do Paulo e eu senti que não podia deixar de estar com eles. Com os planos do senador Obama para aumentar os impostos, é o desenho-animado médio que vai sofrer, porque vai ser necessário reduzir o número de argumentistas e as histórias vão passar a ter tanto interesse quanto uma comédia do Camilo», declarou McCain, em exclusivo para o Jornal do Fundinho. O candidato republicano disse ainda que «o Bob fez as contas e verificou que se Obama for eleito terá de vender o Alturas e o Escavão, se calhar até o Lagartas e o Rolão», ao que Barack Obama já contrapôs: «Pois, mas se a Palin chegar à vice-presidência, ele vai mas é ser proibido de comprar preservativos para ter relações sexuais com a Wendy!»

Bob e Paulo com John o Populista [foto E. Calhau]

John McCain, porém, permaneceu indiferente ao contra-ataque e criticou ainda o seu adversário usando o exemplo das repercussões que uma vitória democrata teria na vida do Carteiro Paulo: «O Paulo trabalha 10, 12 horas por dia a entregar cartas. E quer comprar o posto dos correios onde trabalha, mas ele sabe que o senador Obama é um perigoso comunista que quer nacionalizar tudo, quando toda a gente sabe que as nacionalizações não devem nunca ser opção... a não ser que os bancos estejam todos à rasca, claro».
O candidato republicano anunciou entretanto que estas duas investidas no mundo do cartoon deverão ser as únicas que realizará, embora seja de admitir uma eventual visita ao Noddy e à Cidade dos Brinquedos «porque eles têm lá um boneco que é preto, mas é um macaco... um preto que é um macaco, muito engraçado, eh eh».

Etiquetas: ,

Pinto da Cruz | 0 comentário(s) |

Pen em que foi entregue OE vale metade das verbas disponíveis para 2009

15 outubro, 2008

Teixeira dos Santos garante que esta é a melhor solução a longo prazo.

O ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, entregou ontem na Assembleia da República o Orçamento do Estado (OE) para 2009, gravado numa pequena pendrive que foi deixada com o presidente do Parlamento. «Não a percas, que só esta pen levou-nos metade do dinheiro», disse o ministro a Jaime Gama.
Mais tarde, e em declarações exclusivas para o Jornal do Fundinho, Teixeira dos Santos explicou as suas palavras. «Bem, com o que os últimos governos, e em particular o nosso, têm feito do tecido produtivo nacional, tínhamos cerca de 20 Euros de receita inscritos em OE para 2009. Mas depois era necessário gravar o documento onde fizemos as contas da distribuição daquele dinheiro todo... Ainda pensámos em comprar um pack de 10 CDs da Mitsai numa promoção que está agora na Worten, mas precisávamos de uns três só para este ano, e ao fim de três anos tínhamos de comprar mais. Por isso, comprámos esta pen de 2 GB, que ficou por 9,99 Euros mas pelo menos nos dura para uma data de anos. Levou metade do OE, mas creio que é um investimento importante para Portugal, a longo prazo», adiantou.
«Este é um orçamento que tem uma preocupação de realismo, prudência e rigor», afirmou ainda o ministro das Finanças, acrescentando que «podíamos perfeitamente ter comprado um pen de 4 GB, mas isso seria uma medida despesista, porque hoje em dia já se podem converter facilmente documentos Word para pdf, assim reduzindo substancialmente o tamanho dos ficheiros». Teixeira dos Santos quis ainda deixar claro que esta conversão de formatos foi este ano feita sem o recurso a qualquer verba adicional do OE de 2008, uma vez que recorreu «a um sobrinho da minha mulher que me sacou o Acrobat com keygen da net».
Falando sobre o OE 2009 propriamente dito, o ministro declarou que este é um documento elaborado com muito cuidado e uma observância rigorosa de todos os parâmetros. «Por exemplo, todas as margens foram definidas com 2,5 cm nas extremidades superior e inferior e 3 cm nas laterais, para permitir uma impressão correcta e sem problemas na maior parte das impressoras».

Etiquetas:

Eufémia Saraiva | 0 comentário(s) |

Portugal reconhece independências de cinco chechenos, oito escoceses e dois monges tibetanos

14 outubro, 2008

Casal catalão e indivíduo de Caxemira podem ser os próximos.

Depois do Kosovo, na passada semana, Portugal voltou a reconhecer uma independência declarada unilateralmente, ao aceitar o estabelecimento de uma representação diplomática de Alu Basayev, Sergey Yamadayev, Ruslan Alkhanov, Ramzan Abramov e Shamil Kadyrov, cinco indivíduos chechenos que, no passado dia 3 de Outubro, declararam a sua independência da Federação Russa. Mas o ministro dos Negócios Estrangeiros anunciou que esta não será a única nova embaixada estrangeira a instalar-se em Lisboa. «Vamos reconhecer formalmente também oito tipos escoceses, cujos nomes não direi porque pareceria que eu estava a vomitar, e dois monges do Tibete que ameaçaram que me batiam se eu não fizesse isto», revelou Luis Amado, em exclusivo para o Jornal do Fundinho.
Amado não colocou também de parte que Portugal venha a adoptar a mesma posição relativamente a um casal catalão e a um cidadão de Caxemira que, no mês de Setembro, declararam independência de Espanha e da Índia, respectivamente.
Curiosamente, todos estes novos estados habitam na capital portuguesa, no mesmo bairro do ministro. «Ó pá, já estava farto de os aturar, aos curdos sempre a passar com os seus sacos do Lidl, aos escoceses que não se percebe nada do que eles dizem, aos tibetanos que passam o dia todo a fazer 'Hmmmmm' e nem para abrir um restaurante chinês servem, aos catalães que se fartaram de gozar comigo quando o Sporting levou um baile do Barcelona e ao tipo de Caxemira que deita cá um cheiro a caril... Assim pelo menos já posso invadi-los e dar-lhes uma carga de porrada se me começarem a chatear», avançou Luis Amado.
O governante revelou ainda que está ele próprio pessoalmente empenhado numa declaração independentista que se acredita estar iminente: «Existem dois cidadãos radicados em Lanzarote, tenho aqui os nomes deles... cá está, José Saramago e Piler Del Rio. É uma situação em que é do interesse nacional proceder ao reconhecimento formal destas independências, porque são dois chatos do caraças e assim já podíamos dizer para eles se meterem na vida do país deles. Eles que apliquem as políticas esquerdistas e feministas que quiserem ao calhau onde vivem!»

Etiquetas:

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

Vanessa Fernandes vence Peregrinação a Fátima

13 outubro, 2008

Bispo de Leiria-Fátima foi protagonista extra-desportivo.

A triatleta Vanessa Fernandes foi a grande vencedora da Peregrinação Internacional Aniversária de Outubro a Fátima, que assinala os 91 anos do evento que ficou conhecido como A Grande Bebedeira. Fernandes bateu a concorrência de forma surpreendente, atendendo a que esta era a sua primeira participação na modalidade da peregrinação. «Não estava à espera porque não estou habituada a este tipo de provas, sobretudo à parte de andar de joelhos. Além disso não conhecia o percurso, porque só tinha vinda a Fátima duas vezes antes e tinha sido a nadar», comentou a atleta, em exclusivo para o Jornal do Fundinho.
A prova deste ano contava com participantes de países como a Alemanha, Argélia, Austrália, Brasil, Canadá, Espanha, Itália, Polónia, Suíça e Timor-Leste, sendo apontada à partida como uma das mais renhidas de sempre. No entanto, o domínio de Vanessa Fernandes foi arrasador, deixando a larga distância o segundo classificado, o brasileiro Padre Frederico, que regressou à competição após largos anos de ausência. A vencedora admitiu, porém que chegou a ter os seus receios durante a prova: «Estive sempre com medo que Jesus aparecesse, porque está escrito em Lucas 21,27 que ele virá sobre uma nuvem, e em cima de uma nuvem de certeza que ele me passava à frente».
A cerimónia do pódio ficou marcada pelas palavras do Bispo de Leiria-Fátima, referindo-se à crise económica mundial e à falta de valores da sociedade actual. «A vida quotidiana é marcada pelos interesses imediatos, os negócios e divertimentos de cada um», declarou D. António Marto, enquanto aproveitava para descansar das emoções do dia apoiando-se numa das paredes da nova Igreja da Santíssima Trindade (que custou 80 milhões de Euros).

Etiquetas:

Manuel Feijão | 0 comentário(s) |

ModaLisboa foi enorme sucesso embora ninguém saiba explicar porquê

12 outubro, 2008

Maior evento português de moda voltou a mostrar pessoas quase sem roupa a promover costureiros.

O último dia da 31.ª edição da ModaLisboa foi, tal como os anteriores, um inquestionável sucesso, se ignorarmos o facto de que nenhuma das peças exibidas será realmente vestida por ninguém e que todos os criadores têm agora de ir a correr para os seus ateliers para desenhar qualquer coisa mais normalzinha que depois venderão a preços disparatados. Na verdade, a inexistência de referências que permitam definir o que é um sucesso ou um insucesso num desfile de moda fariam sempre da afirmação inicial um disparate, a menos que alguma modelo tivesse tropeçado e batido com a cabeça num qualquer Manuel Maria Carrilho sentado na assistência.
Mas como isso não aconteceu, o estilista José António Tenente considerou que o evento foi «magnífico, cheio de brilho e de glamour». Tenente havia apresentado ontem a sua colecção, que era nas suas palavras «uma série de criações soltas, silhuetas fluídas, valorizando o branco cru e os cinzentos ténues» e nas palavras de todos os que assistiram ao desfile «uma série de lençóis brancos e mal passados embrulhados à volta das modelos».
O dia de encerramento foi marcado pelos desfiles de Nuno Gama e Filipe Faísca, que fechou o certame. Gama apresentou um conjunto de peças marcadas pela ideia da busca do clássico na contemporaneidade e pelo habitual recurso a boxers e cuecas compradas no Continente do Seixal. Já Faísca deixou a sua marca através de criações que apostavam na simplicidade e em materiais como o crepe georgette e a mousseline de seda. «Tentei encontrar os materiais com os nomes mais parvos e acho que consegui», declarou Faísca.
Esta edição da ModaLisboa teve como mote a reflexão - Reflashion - e deu honras de abertura a Miguel Vieira, que, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, revelou a sua opinião sobre o tema escolhido: «Acho que é muito importante reflectir, e não é só reflectir quando estamos em frente a um espelho, é também pensarmos e assim. Por exemplo, eu tenho reflectido imenso sobre esta coisa dos casamentos homossexuais com amigos meus... Quer dizer, tenho reflectido com amigos meus, não é casamentos com amigos meus, que horror! Mas tenho falado disso aqui na ModaLisboa porque acho que a homossexualidade é um tema muito afastado do mundo da moda».
Entre os destaques do certame, ainda uma palavra para Pedro Pedro, destacado como o criador com o nome mais parvo, e Luís Buchinho, que se inspirou no mundo réptil para propor uma mulher com formas de lagarto e cabelo à Paulo Bento.

Etiquetas:

Lucília Gralha | 3 comentário(s) |

Queiroz em risco, Nossa Senhora do Caravaggio pode ser o próximo seleccionador

10 outubro, 2008

Madaíl já procura alternativas caso resultados não sejam positivos.

Portugal está proibido de perder frente à Suécia no próximo sábado, estando mesmo o lugar do seleccionador Carlos Queiroz em risco caso se verifique um resultado menos positivo. Gilberto Madaíl chegou a encontrar-se já com Nossa Senhora do Caravaggio, que está assim na calha para voltar a ocupar o cargo de seleccionador nacional, depois de ter orientado a Selecção entre 2003 e 2008, tendo como adjunto Luiz Felipe Scolari.
Embora o presidente da Federação Portuguesa de Futebol não tenha querido confirmar o encontro, o Jornal do Fundinho conseguiu chegar à fala, em rigoroso exclusivo, com a aparição de Maria, mãe de Jesus. «O presidente fala comigo muitas vezes. Ele sabe o que eu quero e eu sei o que ele quer. Falaremos publicamente quando chegar a altura», declarou Caravaggio, que não deixou de reconhecer ter «adorado o tempo que passei em Portugal, tal como a minha família, particularmente Deus, e olhem que ele é muito esquisito porque tem de estar sempre em todo o lado».

Caravaggio já orientou Selecção [foto E. Calhau]

Questionada sobre as hipóteses de deixar o Chelsea, para onde se mudou esta época com Scolari e Murtosa, a Senhora não descartou a hipótese, mas ainda adiantou que «tudo é possível, embora o Abramovich dê umas belas esmolas». Para o caso de Nossa Senhora do Caravaggio não conseguir a desvinculação do clube inglês, já se comenta que uma possibilidade para orientar a Selecção serão os dentes de alho que comandaram a equipa no Mundial da Coreia/Japão, então coadjuvados por António Oliveira.
Alheio a todos os rumores está, para já, Carlos Queiroz, que continua a orientar os treinos da equipa portuguesa sem qualquer sinal de desconforto. No entanto, há quem garanta que a situação pode mudar em breve. «Desde que ele rapou o bigode que tem a cabeça a prémio em Portugal. Humberto Coelho, António Oliveira, Artur Jorge, Scolari e Nossa Senhora do Caravaggio... todos tinham uma bela bigodaça!», revelou uma fonte que preferiu não ser identificada chamada Agostinho Oliveira.

Etiquetas:

Manuel Feijão | 0 comentário(s) |

PS não tem nada contra casamentos homossexuais, desde que lhe perguntem à terça

09 outubro, 2008

Alberto Martins clarificou posição que os socialistas vão assumir.

O grupo parlamentar do PS anunciou que vai apresentar amanhã uma declaração de voto a propósito dos projectos de lei sobre o casamento entre homossexuais, explicitando que, apesar de ir votar em bloco contra aquelas propostas, não tem objecções a este tipo de união desde que estas perguntas sejam feitas à terça-feira. «Ao votar contra as propostas do Bloco de Esquerda e do PEV, não o fazemos em função de razões respeitantes ao conteúdo programático das propostas, mas à sua oportunidade», refere a declaração da bancada socialista, que continua «discutir estas coisas a uma sexta-feira é uma beca chato, porque estamos no final da semana e a malta já está a pensar em descansar, mas se nos tivessem perguntado noutro dia talvez votássemos de outra forma... por exemplo, à terça, desde que não haja jogos da Liga dos Campeões, esteja um tempo agradável e o Nuno Markl tenha escrito sobre a Ana Galvão no blogue dele».
O líder parlamentar socialista, Alberto Martins, explicou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, a atitude da sua bancada: «O PS vota contra porque esta é uma matéria que não está no programa do Governo. Na próxima legislatura, o assunto será então debatido, desde que nos peçam por favor e nos ofereçam um saco de rebuçados. E desde que agendem a coisa para uma terça-feira. Ou então uma quarta, da parte da manhã. Às segundas e às quintas também poderá acontecer, desde que seja a uma hora a que ainda haja bolas de Berlim no bar do Parlamento. Mas a uma sexta? Onde é que já se viu? Chegam aqui e sujeitam à votação o que lhes apetece quando lhes apetece? Mas de quem é a Assembleia da República? Ainda hão-de pensar que isto é do povo! Isto é nosso e se não quisermos não brincamos com ela!».

Etiquetas:

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

Ronaldo, Quaresma, Tonel e prostitutas brasileiras de volta à Selecção

08 outubro, 2008

Jogadores estão motivados pelos diferentes retornos.

O primeiro dia de treinos do estágio de preparação da Selecção Nacional para os jogos com a Suécia e a Albânia ficou marcado pelos regressos: Cristiano Ronaldo, Ricardo Quaresma e Tonel voltaram aos relvados e Flora, Jordana e Luciara voltaram ao quarto do extremo do Manchester United. As três prostitutas já não estavam com a equipa portuguesa desde o último Europeu, devido a lesão... nomeadamente, à lesão de Ronaldo.
«É muito importante para mim estar de volta, nomeadamente porque acho eu que na minha opinião aqui é mais fácil arranjar gajas brasileiras para 'treinar', derivado a que em Inglaterra penso que é mais difícil... E quando assim é, é melhor estar aqui», declarou, em rigoroso exclusivo para o Jornal do Fundinho, Cristiano Ronaldo. Os colegas do extremo mostraram também satisfação pelo seu retorno e, em particular, pelo das profissionais liberais estrangeiras. Foi o caso de Quim: «Tudo melhora quando o Cristiano está connosco porque ele é o melhor do mundo e como tal consegue contratar as melhores prostitutas. Quando ele não está a malta tem de se contentar com as portuguesas, e se não estiver também, por exemplo, o Quaresma, às vezes só dá mesmo para requisitar umas que têm pelinhos».
Já João Moutinho mostrou-se entusiasmado por outras razões: «Eu quanto às senhoras brasileiras não tenho nada a dizer, porque os outros meninos não me deixam brincar com elas, dizem que eu ainda sou muito pequenino. Mas eu gosto muito de aqui estar mesmo assim, porque pelo menos estou longe do Estádio de Alvalade».

Etiquetas:

Manuel Feijão | 0 comentário(s) |

Maddie McCann voltou a desaparecer

07 outubro, 2008

Investigadora preocupada com mais um mistério em torno da criança.

A pequena Madeleine McCann, a criança inglesa de quem ninguém sabe há mais de um ano, voltou a desaparecer. Desta vez, o desaparecimento deu-se das páginas dos jornais e das imagens de televisão, de acordo com a investigadora Adelaide Beata, que revelou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, os resultados do seu estudo sério e aprofundado sobre o caso. «Há mais de um mês que se me dá a ideia que já não a vejo, e era uma criança que estava sempre a aparecer... volta e meia, lá estava ela com a mesma carinha alegre a segurar aquelas bolas de ténis...», declarou Beata, que acumula o trabalho de pesquisa científica com um lugar de porteira num prédio da baixa do Porto.
O estudo contou ainda com o testemunho de várias outras porteiras e mulheres-a-dias, mas também de diversos barbeiros e homens que gostam de passar os dias a observar estaleiros de obras. «Ninguém foi capaz de me dizer que a viu nos últimos 30 dias. Aliás, a madame do 4.º esquerdo ainda me disse que achava que a tinha visto num artigo do Destak, mas afinal não era ela... mas também não me espanta que aquela rameira tenha confundido as coisas, está sempre a falar ao telemóvel com homens e a fumar, não tem cabecinha para mais nada», explicou a investigadora/porteira, antes de acrescentar que ficou com a certeza de mais este desaparecimento de Maddie «depois de falar com a minha prima Adélia, que me garantiu que nunca mais a viu... e ela sabe destas coisas, porque está de cama derivado a ter as duas pernas partidas por causa de uma carga de porrada que o bruto do marido lhe deu, portanto ela está sempre atenta à actualidade noticiosa porque vê a "Tertúlia Cor de Rosa" e o programa do Goucha».
Adelaide Beata revelou ainda que este desaparecimento da criança inglesa «é ainda mais grave do que o primeiro, porque esse distraiu-nos, mas este faz precisamente o contrário... e quer dizer, o Nuno Homem de Sá só se deve casar mais quatro ou cinco vezes até ao fim do ano, como é que nós havemos de arranjar assunto sobre que falar se a Maddie não torna a aparecer na televisão?»

Etiquetas: ,

Arnaldo Midões | 0 comentário(s) |

Bloco quer ilegalizar casamentos entre primeiros-ministros e jornalistas políticas

04 outubro, 2008

Louçã diz que «basicamente interessa-nos chatear o Sócrates».

O Bloco de Esquerda anunciou hoje que pretende agendar para breve a votação na Assembleia da República de uma proposta de lei que visa inviabilizar a possibilidade de um primeiro-ministro celebrar casamento civil com uma jornalista habituada a cobrir a actualidade política. «Aquele Sócrates quando se andava a deitar com o Infante era a favor da legalização dos casamentos homossexuais, e agora que anda com a Câncio já diz que não quer saber... Mas nós vamos lixá-lo», explicou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, o dirigente bloquista Francisco Louçã.

Relação de Câncio e Sócrates centra atenções [foto E. Calhau]

Entretanto, os socialistas já indicaram que o partido votará contra a proposta do BE e que obrigará os seus deputados à disciplina de voto. «Não é por o primeiro-ministro namorar com uma jornalista da área política que estamos contra esta proposta. É porque 2009 é ano de eleições e nós pretendemos arranjar nos próximos tempos mais uns 15 namoricos deste género para os nossos dirigentes, para podermos ter boa imprensa», explicou Alberto Martins, líder da bancada parlamentar do PS e malabarista.
Pelo contrário, o PSD vai comunicar aos seus deputados que a posição oficial do partido é a favor dos casamentos entre primeiros-ministros e jornalistas, desde que, caso seja eleita, Manuela Ferreira Leite não seja obrigada a casar com a Teresa de Sousa. «Ia ser muito difícil perceber quem era o homem naquela relação», explicou ao nosso jornal um Santana Lopes que preferiu manter o anonimato... Escrevemos Santana Lopes? Queríamos dizer fonte!...

Etiquetas:

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

Portas almoçou makhani e exigiu limites à imigração

03 outubro, 2008

Líder do CDS-PP está apostado em combater a criminalidade.

Paulo Portas, exigiu ontem mais restrições à imigração, durante o debate parlamentar com o Governo.
Hoje, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, o líder centrista explicou as suas razões: «Eu ontem comi um makhani delicioso num fantástico restaurante indiano que há ao pé da Avenida da Liberdade. Antes de me dirigir para a Assembleia, engraxei os sapatos num engraxador angolano espectacular que costuma estar no Marquês. Meti-me num táxi para ir para o debate mas ainda pedi para passar no Martim Moniz para ir a uma loja chinesa comprar umas pilhas e uma lanterna, que lá são muito mais baratas. Quando saí da Assembleia, fui jantar a um japonês nas Picoas que serve um futomaki excepcional e depois fui beber um copo a um bar super-simpático no Bairro Alto onde canta uma francesa com uma voz assombrosa. Em seguida, ainda estive com um prostituto alemão no Parque Eduardo VII e depois fui para casa, até porque não me queria deitar muito tarde porque às 8 da manhã já lá costumam andar uns pedreiros cabo-verdianos que estão a construir um prédio lá ao lado. Se não tivesse sido roubado em 10 Euros pelo taxista português que me levou ao Parlamento, teria sido um grande dia! E por causa daqueles pedreiros pretos que trabalham e fazem barulho das 8 da matina às 8 da noite, deitei-me mais cedo do que queria! Isto é um crime! É por estas e por outras que não queremos cá estrangeiros!»
O presidente do CDS-PP referiu ainda que «existem criminosos estrangeiros por todo o lado e eu posso bem testemunhar o mal que eles podem fazer: quando eu ia a um dentista brasileiro tinha os dentes todos amarelos e agora olhem bem para eles... mas cuidado para não se deixarem encadear».
Portas anunciou ainda que vai ele mesmo dar um exemplo a José Sócrates despedindo a sua mulher-a-dias ucraniana: «Vou contratar uma portuguesa que apareceu lá em casa a pedir trabalho, mesmo tendo ela um sotaque esquisito, acho que é do norte... mas temos de defender todos os cidadãos nacionais! Ah, tenho aqui o nome dela: Hameeda».

Etiquetas:

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

Sistema financeiro diz que Sócrates também é fantástico

01 outubro, 2008

Primeiro-ministro e estrutura nacional de circulação de dinheiro trocam elogios.

O sistema financeiro português reagiu com agrado às declarações de José Sócrates sobre a sua capacidade de resistir à crise internacional, afirmando que o primeiro-ministro «também é um machão todo forte, que até faz um sistema sentir-se protegido só de olhar para ele».
Recorde-se que o primeiro-ministro tranquilizou ontem os portugueses afirmando que o sistema financeiro nacional tem demonstrado ser capaz de fazer frente à incerteza dominante nos mercados internacionais. «Ai, fiquei tão contente de o ouvir dizer isso. Mas também, com um homem daqueles de olho em mim, até ganho mais forças, mulher!», afirmou a estrutura financeira, em exclusivo para o Jornal do Fundinho.
O sistema financeiro português revelou ainda que passará a dedicar «três horas por dia de manhã e outras três à tarde ao ginásio, para tonificar estes músculos peitorais e reduzir a despesa pública, que não posso desapontar o meu primeiro».

Etiquetas:

Eufémia Saraiva | 0 comentário(s) |

    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes