<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Trotsky diz que Lili Caneças «é uma caturra»

15 julho, 2011

Socialite havia confessado ser trotskista.

Depois de, numa entrevista ontem publicada, Lili Caneças ter revelado que «os meus amigos eram maoistas, mas eu sempre fui mais trotskista», hoje foi a vez do revolucionário bolchevique afirmar que «a Lili é uma caturra que merece ser coberta de beijufas». Leon Trotsky, que falou em exclusivo para o Jornal do Fundinho a meio caminho entre a Festa do Champanhe e a Festa da Degenerescência Burocrática, comentou ainda que «a Lili é a verdadeira encarnação da esquerda caviar... Louçã, eat you heart out!»

Trotsky e Lili trocam elogios [foto E. Calhau]

O intelectual ucraniano explicou também que a revelação da socialite portuguesa não o surpreendeu: «No fundo, todo o jet-set português tem grandes semelhanças com o vosso proletariado: nem uns nem outros têm onde cair mortos». Indo mais longe nas comparações, Trotsky disse mesmo que «o trotskismo é, se pensarmos bem, precursor de todo o universo das revistas do social... se virem bem, a única coisa que eu fazia era aparecer nas fotografias, pelo menos até ao Estaline me mandar apagar».
Quem já reagiu à troca de elogios entre Lili Caneças e Leon Trotsky foi Claúdio Ramos, que considerou que «não há nada mais natural do que um comunista que defende uma sociedade sem classes dar-se bem com uma pessoa que não tem a mínima classe». Também Marcelo Rebelo de Sousa comentou esta relação, mas o nosso livro de estilo não permite que citemos mais do que um comentador de banalidades por artigo.

Etiquetas:

Lucília Gralha | 0 comentário(s) |

    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes