<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://draft.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Museu Berardo prepara abertura

31 maio, 2007

O Museu Berardo de Arte Moderna e Contemporânea abre no próximo mês, com uma exposição permanente de 450 peças.

Depois do acordo, celebrado no ano passado, entre o comendador Joe Berardo e o Estado português, o novo museu com o nome do filantropo madeirense vai abrir as portas já no próximo dia 25 de Junho.
Na exposição permanente estarão patentes um Picasso (cujo valor ascende a cerca de 18 milhões de Euros), um quadro de Francis Bacon (15 milhões) e outro de Andy Warhol (12 milhões).
Das 862 obras que constituem o núcleo duro da colecção de Berardo, avaliada em 316 milhões de Euros, foram ainda escolhidas para exibição, por exemplo, um urinol, uma algália, um Ecoponto amarelo, um extintor de incêndios, um kit Sapo ADSL e um exemplar da Dica da Semana, peças compradas por Berardo «pelo sim, pelo não», como o próprio explicou, em exclusivo, ao Jornal do Fundinho.

Etiquetas:

Lucília Gralha | 0 comentário(s) |

Jovem desaparecido "envelheceu" 29 anos em poucos dias

27 maio, 2007

Tal & Qual ofereceu actualização do rosto de Rui Pedro, mas o Jornal do Fundinho foi mais longe e ofereceu uma previsão para o futuro.

Após anos de recusas por parte da Polícia Judiciária, Filomena Teixeira, mãe de Rui Pedro, a criança de nove anos que, em 1998, desapareceu em Lousada, tem agora uma previsão daquele que pode ser o rosto do filho na actualidade. Mas também uma projecção do Rui quando tiver 38 anos de idade...

Previsível evolução do rosto de Rui Pedro

Olegário Sousa declarou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, que quando a polícia portuguesa deixar de ser apertada pelo Governo inglês e passar finalmente a dar atenção a outros casos que não o de Maddie, ou seja, daqui por 18 anos, este poderá ser um precioso instrumento de trabalho.
Arnaldo Midões | 2 comentário(s) |

Diário de Notícias copiou artigo

24 maio, 2007

Notícia do DN sobre genérico do Gato Fedorento é uma cópia do estilo do 24 Horas.

Um fait-divers que é usado como manchete, factos que são relegados para segundo plano em favor de juízos pessoais do jornalista, a valorização do que se diz na blogosfera em detrimento da verdade... Quem é leitor do 24 Horas reconhece imediatamente o estilo do artigo do Diário de Notícias sobre o genérico do programa "Diz Que É Uma Espécie De Magazine", alegadamente uma cópia de uma música e vídeo de Claude François.
O director do DN assume, desde o início, que pretende transformar um dos mais históricos jornais nacionais num tablóide, mas leitores daquele diário criticam agora João Marcelino, nomeadamente em blogues, por estar a levar a tarefa longe demais. «Na altura [em que fui contratado] referi em algumas entrevistas que o estilo de pasquim ranhoso que ia implementar não era original. Eu não percebo nada de bom jornalismo, pelo que andei a ler outros jornais - como o 24 Horas, O Crime, O Diabo ou o histórico Jornal do Incrível - à procura de uma inspiração», explicou Marcelino, em declarações exclusivas ao Jornal do Fundinho. «É impossível não ser assumido, se fosse para copiar teriam contratado um director minimamente decente», acrescenta.
Mas a verdade é que, em contextos tão credíveis como a blogosfera, o DN está a ser alvo de críticas duras. Há até quem diga que o próprio João Marcelino é parecido com o director do 24 Horas, Pedro Tadeu. «Isso já é interpretação das pessoas... mas ele não tem a mínima preocupação com a decência, tal como eu», acrescenta Marcelino, garantido que tudo o resto na linha editorial do jornal que dirige é da sua autoria. «O resto dos nossos artigos parvos saem completamente das nossas cabeças», salienta.

Etiquetas:

Lucília Gralha | 1 comentário(s) |

Os famosos e os Tintins da sua juventude

23 maio, 2007

Na semana em que se celebra o centenário do nascimento de Hergé, o criador de Tintin, o Jornal do Fundinho foi escutar, em rigoroso exclusivo, o que várias personalidades nacionais têm a dizer sobre a sua relação com os livros protagonizados pelo famoso herói de banda desenhada.

Marcelo Rebelo de Sousa, Gabriel Alves do comentário político
«Infelizmente, estraguei os meus primeiros Tintins quando nadei no Tejo. Ainda bem que, entretanto, me mandaram outros. Por falar nisso, esta semana queria recomendar estes Tintins que tenho aqui na mão...»

Gabriel Alves, Marcelo Rebelo de Sousa do comentário desportivo
«Apenas tive dois Tintins na minha vida... baixo centro de gravidade... a força da técnica e a técnica da força... um par substantivo que nem pode ser adjectivado».

Jesualdo Ferreira, treinador-adjunto do FC Porto
«Os meus Tintins? Ó pá, vão falar com o Vítor Baía que ele é que sabe o que lhes fez...»

Fernando Mendes, apresentador de TV e elefante do Jardim Zoológico
«Já não vejo os meus Tintins desde que tinha só 130 quilos...»

Odete Santos, stand-up comedian do PCP
«Como feminista que sou, sempre me orgulhei de ter mais Tintins do que qualquer homem que eu conheça!»

José Sócrates, especialista em Inglês Técnico
«Já falei o suficiente sobre os meus Tintins e os Tintins de alguns amigos meus, durante a campanha eleitoral».

Paulo Portas, futuro taxista do CDS
«Ainda guardo os meus primeiros Tintins, embora não estejam lá em muito bom estado. É que, sempre que posso, gosto de os ver nas mãos de crianças, particularmente uns rapazitos que costumam andar ali pelo Parque Eduardo VII. A infância comove-me muito».

Elsa Raposo, especialista em relações públicas
«Não me lembro dos primeiros Tintins em que peguei, mas adorava que me emprestasse os seus agora mesmo...»

José Anónimo, estudante da Faculdade de Medicina de Coimbra
«Gostava tanto dos meus Tintins e os patetas dos 'doutores' rasgaram-mos todos numa praxe!...»

Jerónimo de Sousa, dançarino-geral do PCP
«Já não tenho Tintins. Entreguei-os ao partido quando me tornei militante».

Carmona Rodrigues, motário
«Durante muito tempo não tive Tintins, mas neste preciso momento tenho nas minhas mãos os do Marques Mendes».

Etiquetas:

Lucília Gralha | 0 comentário(s) |

Fernando Negrão provoca balbúrdia em lar de idosos

22 maio, 2007

Candidato do PSD à Câmara de Lisboa realizou ontem primeira acção de pré-campanha.

O social-democrata Fernando Negrão esteve ontem no Centro de Dia de São Sebastião da Pedreira, dando assim o mote àquele que será um dos temas fortes da sua candidatura à autarquia da capital: os idosos.
No entanto, a visita de Negrão ficou marcada pelo pânico de vários utentes do Centro, que, ao verem o candidato, começaram a gritar e a tentar o suicídio, julgando estarem afectados pela Doença de Alzheimer, uma vez que não o conheceram de lado nenhum.
Só após a intervenção das empregadas do lar, que explicaram que também elas não faziam a mínima ideia de quem era aquela pessoa, foi possível retomar a calma, conforme o Jornal do Fundinho testemunhou em exclusivo. Quem também começou aos gritos foi Marques Mendes, que acompanhava Negrão mas que não soube dizer com certeza onde tinha já visto aquela cara.

Etiquetas:

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

Barra da Costa voltou a comentar 'caso Maddie'

21 maio, 2007

Criminalista fez novas declarações surpreendentes sobre o desaparecimento da menina inglesa.

O comentador Barra da Costa, que se tem tornado conhecido por bombásticas alegações relacionadas com o desaparecimento de Madeleine McCann, não desarma e volta a dizer-se na posse de novas informações.
Depois de ter imputado a prática de swing (troca de casais) ao casal McCann, citando uma fonte importante - crê-se que se referia à font Arial 12, usada pelo blogue que continha essa informação -, o ex-agente da Polícia Judiciária voltou a chocar.
Agora, em rigoroso exclusivo para o Jornal do Fundinho, não esteve com meias medidas: «Toda a gente fala na pequena Maddie. Pequena Maddie... Pode ser pequena, mas eu sei que neste momento ela já anda para aí a fazer sexo com este e com aquele!»

Etiquetas: ,

Arnaldo Midões | 10 comentário(s) |

Vanessa surpreeende depois de se sagrar campeã

19 maio, 2007

A portuguesa Vanessa Fernandes venceu hoje o Campeonato do Mundo de duatlo, mas ainda não recebeu a medalha.

Pela primeira vez na sua carreira, Vanessa Fernandes conquistou o título intercontinental de duatlo, disciplina em que era já campeã europeia. No entanto, a atleta ainda não recebeu a respectiva medalha de ouro, tendo o Jornal do Fundinho apurado, em rigoroso exclusivo, que ainda não se sabe quando o irá fazer.
É que Vanessa, mais habituada às andanças do triatlo, modalidade em que é a grande dominadora mundial, não se contentou com os 15 quilómetros de corrida e 40 de ciclismo que teve de cumprir e, após cortar a meta, atirou-se ao mar para cumprir a etapa de natação, não tendo sido vista desde então.

Etiquetas:

Manuel Feijão | 0 comentário(s) |

Mourinho confessa ter ficado irritado com polícias

17 maio, 2007

O treinador do Chelsea assume ter-se exaltado com os agentes da autoridade, mas diz ter tido boas razões para tal.

José Mourinho reagiu de forma explosiva à sua detenção, ocorrida anteontem, na sequência de uma discussão com agentes da Scotland Yard e dos Serviços de Saúde e Bem-Estar Animal, que se deslocaram à casa do técnico português para levar a sua cadela, uma Yorkshire Terrier, que terá saído de Inglaterra e regressado sem as vacinas necessárias.
O treinador revelou, em rigoroso exclusivo para o Jornal do Fundinho, as razões que o levaram a perder a calma durante aquele episódio: «O problema foi que os polícias chegaram lá a casa e tinham um papel onde dizia que tinham de levar o 'cao'. Eu disse que não tinha nenhum e eles apontaram para a minha Premier. Eu disse que aquilo era um cão, eles insistiam que era um 'cao' e que tinham de levar o 'cao' e que o 'cao' não tinha vacinas... Que me chamem 'Jose' em vez de José ainda admito, mas não se metam com a minha família!»

Cadela vestia sobretudo aquando do desaparecimento [foto E. Calhau]

Na sequência do desentendimento entre o técnico do Chelsea e as autoridades, a cadela acabou por desaparecer, não se sabendo ainda onde possa estar. «É a segunda Premier que me foge este ano», comentou José Mourinho.
Vários presidentes de clubes da I Liga portuguesa ofereceram, entretanto, avultadas verbas a quem encontre e lhes entregue a cadela, na esperança de que seja ela o muito procurado 'novo Mourinho'.

Etiquetas:

Manuel Feijão | 3 comentário(s) |

Pais de Maddie não querem ouvir mais o nome da filha nos telejornais

16 maio, 2007

Família McCan lançou hoje apelo aos jornalistas televisivos portugueses.

Os pais de Madeleine McCann, a criança inglesa de 4 anos que desapareceu no Algarve, afirmaram-se hoje fartos de ouvir falar de Maddie nos directos televisivos, a partir de Lagos, que as estações nacionais têm vindo a realizar em todos os seus blocos noticiosos.
Em exclusivo para o Jornal do Fundinho, o pai da menina explicou a causa do transtorno: «O que perturba são os correspondentes algarvios... É que estão sempre a falar da Méde, da Méde, da Méde, a Méde isto, a Méde aquilo... Peço aos directores de informação: por favor, mandem para aqui jornalistas que não tenham este irritante sotaque algarvio!»

Etiquetas: ,

Arnaldo Midões | 0 comentário(s) |

«Eu queria ser peregrina de Fátima...»

12 maio, 2007

Maria da Proximidade é peregrina, mas não poderá nunca cumprir o seu sonho de se tornar peregrina de Fátima. Na véspera das celebrações dos 90 anos do milagre, o Jornal do Fundinho foi descobrir, em entrevista exclusiva, o drama de uma peregrina que mora em Fátima.

Sra. Maria da Proximidade, o que sente?
Hein?

Sim, é a pergunta que todos os jornalistas fazem para começar qualquer entrevista...
Eu estou bem...

Conte-nos o seu drama...
Não é bem um drama...

Ouça lá, quer ser entrevistada ou não?
É um drama terrível! Eu tenho um sonho... Mas, infelizmente, derivado a circunstâncias, não posso concretizá-lo.

E que sonho é esse?
Eu queria ser peregrina de Fátima. Mas, como moro em Fátima, não posso! Não há Deus que se preze que leve a sério um peregrino que percorre apenas 250 metros...

É algo de que raramente se fala...
Sim, nós peregrinos que moram em Fátima somos olhados de lado pela sociedade, somos considerados inferiores, chamam-nos preguiçosos...

E que mais?
Olhe, por exemplo, se formos a um café nem nos querem cobrar 20 Euros por um copo de água porque dizem que não somos peregrinos a sério... Os camionistas passam por nós e, mesmo que esteja uma grande poça à nossa beira, desviam-se para não nos molharem... É uma discriminação muito grande! Aliás, por causa disso, eu queria pedir-lhe que não usasse o meu nome verdadeiro...

Claro, pode ficar descansada, Sra. Maria da Proximidade!
Obrigada. É que já me basta o sofrimento enorme que tenho pelo meu filho...

Que sofrimento é esse?
Ele é endrogado. Eu já fiz uma promessa de ir a Fátima a pé, mas, como já lá moro, Nossa Senhora não fez grande caso. Ele ainda passou de consumir heroína para consumir cocaína, mas continua agarrado. Rouba-me as coisas todas cá de casa...

Deve ser uma situação horrível...
É, sim. Já não temos frigorífico nem televisão, o serviço de louça já foi quase todo... Eu até já fiz uma promessa de ir a Fátima a pé para ver se Nossa Senhora nos dava uma máquina de lavar louça, mas ela só me concedeu mesmo a graça de um esfregão.

E que outras dificuldades enfrenta um peregrino que mora em Fátima?
Olhe, é muito difícil encontrar quem queira servir de apoio, acompanhando-nos de carrinha ou de carro, para irmos a Fátima. Dizem todos que, como já lá moramos, não precisamos de apoio nenhum!

É difícil, portanto...
E a Cruz Vermelha, por exemplo, também nunca nos quer ajudar! Ainda no outro dia, ia de minha casa e estava já quase a chegar ao Santuário, tinha andado uns bons 200 metros, e fui mordida por uma melga. E eles nem uma pomada me quiseram pôr!

E nunca pensou em ir viver para outra localidade distante de Fátima?
Não posso. É que eu tenho uma barraquinha mesmo ao pé do Santuário, onde vendo os meus corta-unhas com a imagem da Nossa Senhora e umas bóias insufláveis com a cara da Jacinta e do Francisco e umas canetas que se forem viradas ao contrário dá para ver a Irmã Lúcia nua... E o negócio nem corre muito mal, de modos que não me dá muito jeito mudar.

E ir em peregrinação até outro local? Compostela, por exemplo...
Não queria muito. Temos de preservar o que é nosso, não é? E uma pessoa habitua-se, Ah e tal, está aqui uma Nossa Senhora tão perto, agora ir lá para longe falar com outra Senhora, que ainda por cima fala espanhol, sou capaz de não perceber nada do que ela diz... Não, isso não é solução.

É legítimo. Mas então, espera-a uma vida de frustração em termos de cumprimento da sua fé...
Espero que não. Espero que a Congregação para a Doutrina da Fé, depois de ter eliminado o limbo para as crianças que morriam sem receber o baptismo, elimine também a distância mínima de 3 quilómetros para se ser considerado peregrino. É que isso foi uma invenção do II Concílio de Constantinopla, em 553, quando o Papa Vigílio fez um acordo com as sapatilhas Sanjo!

E está confiante em que isso aconteça?
Bem, eu já fiz uma promessa de ir a Fátima a pé se acontecer!...

Etiquetas:

Arnaldo Midões | 0 comentário(s) |

Diploma de Silva Pereira também foi assinado a um Domingo

11 maio, 2007

Ministro apresentava-se como advogado quando ainda não o era, e as dúvidas não se ficam por aqui.

O diploma de licenciatura de Pedro Silva Pereira, ministro da Presidência e braço-direito de José Sócrates, foi assinado a um Domingo e apresenta vários pontos contraditórios com uma outra cópia do mesmo documento, que Pereira enviou para a Assembleia da República em 2002.
Além do mais, existem diversas biografias oficiais do próprio em que este se apresentava já como advogado, antes ainda de estar inscrito na respectiva Ordem profissional.

Silva Pereira olha-se no espelho [foto E. Calhau]

Estes documentos, a que o Jornal do Fundinho teve acesso em exclusivo, estavam guardados na casa de Pedro Silva Pereira, junto a um fato igual ao que José Sócrates vestiu na sua tomada de posse como secretário de Estado, uma gravata bordeaux em tudo semelhante à usada pelo primeiro-ministro numa recente visita oficial ao estrangeiro e ainda um aparelho de teleponto com quatro discursos de Sócrates.
O ministro da Presidência deverá esclarecer todas as dúvidas em torno do seu diploma numa entrevista, na próxima semana, com dois jornalistas pagos pelo Governo... isto é, dois jornalistas da televisão e da rádio públicas.
A seu lado deverá estar José Sócrates, para desta forma ser desmentida a teoria que percorre a blogosfera de que os dois são uma e a mesma pessoa.

Etiquetas: ,

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

Concerto de George Michael quase esgotado

07 maio, 2007

São já muito poucos os bilhetes à venda para a estreia do ex-Wham! em Portugal.

Estão praticamente esgotados os ingressos para o concerto de George Michael em Coimbra, o primeiro da digressão europeia "25 Live", que traz pela primeira vez o cantor a solo nacional.
De acordo com o que o Jornal do Fundinho conseguiu apurar, no mais rigoroso exclusivo, para o espectáculo de dia 12 de Maio, no Estádio Cidade de Coimbra, estão agora apenas disponíveis os bilhetes mais caros, respeitantes às casas-de-banho, que garantem contacto directo com o artista.

Etiquetas:

Lucília Gralha | 1 comentário(s) |

Jardim não liga a críticas sobre inaugurações

06 maio, 2007

Depois de mais uma vitória eleitoral, o presidente do PSD-Madeira foi criticado pela forma como conduziu a campanha.

O PSD de Alberto João Jardim venceu hoje as eleições regionais da Madeira com um resultado histórico, próximo dos 65%.
O seu adversário socialista, Jacinto Serrão, reconheceu a derrota mas atribui-a à campanha realizada por Jardim, que não abdicou de cumprir um intenso programa de inaugurações, enquanto presidente do Governo Regional.

Jardim exibe a caneta recém-inaugurada [foto E. Calhau]

Alberto João Jardim, entretanto, já desvalorizou estas declarações. Após chamar «atrasado mental e cubano incontinente» ao seu oponente, declarou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho: «Para além da vitoria, o importante é que ainda deu para fazer mais uma inauguração... Nomeadamente, a inauguração de uma caneta Bic Laranja que andava perdida num casaco que lá tinha e que encontrei antes de sair de casa! Ficou mesmo uma cruzinha bonita, parecia feita por um engenheiro... mas um engenheiro a sério, não é como o outro!»

Etiquetas:

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

Sindicato dos Jornalistas contra ameaças à liberdade

02 maio, 2007

Na véspera do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, a organização sindical denunciou a existência de ameaças à liberdade dos jornalistas em Portugal.

O Sindicato dos Jornalistas está preocupado com o exercício da profissão no nosso país. No centro das preocupações está, sobretudo a precariedade no trabalho. «Mantêm-se e agravam-se os fenómenos de precariedade - sob várias formas, como os contratos a termo, os falsos recibos verdes ou a nomeação para funções de chefia em comissão de serviço - que atingem inúmeros jornalistas, condicionando a sua consciência e limitando a sua liberdade», sustenta o Sindicato, num extenso comunicado.
Contactado pelo Jornal do Fundinho, o presidente do Sindicato dos Jornalistas, no entanto, não se mostrou demasiado preocupado. «O importante é que conseguimos fazer um comunicado tão longo. É que tive de o escrever à pressa, porque lá no jornal nós, estagiários, temos de partilhar os computadores e eu já estava a usar aquele há mais de 10 minutos», afirmou, em rigoroso exclusivo.

Etiquetas:

Lucília Gralha | 0 comentário(s) |

    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes