<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Bombistas suicidas do Hamas ameaçam com greve

27 dezembro, 2008

Profissionais entregaram maior abaixo-assinado de sempre e exigem maior estabilidade e segurança no trabalho.

A intenção do Hamas de responder aos bombardeamentos israelitas de hoje na Faixa de Gaza, que mataram mais de 200 pessoas, com uma série de ataques suicidas está seriamente comprometida, depois de a Plataforma Sindical de Bombistas Suicidas ter anunciado uma paralisação para os dias 20 e 30 de Dezembro. «Exigimos a suspensão imediata do processo de avaliação de bombistas, porque este modelo não serve os interesses de ninguém: nem dos suicidas, nem dos futuros mortos e feridos», justificou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, o dirigente sindical Shaker Kaboom, que explicou ainda: «Nada nos move contra a avaliação. Nós queremos é ter tempo para nos dedicarmos ao assassínio de milhares de pessoas, mas o modelo actual obriga-nos a preencher mais de 50 papéis só para rebentar com um centro comercial cheio de gente».
Kaboom explicou ainda que a Plataforma Sindical pretende ver alteradas normas como «o estabelecimento de quotas de vítimas para cada atentado... se é para matar, é para matar, vamos agora estar a impor limites artificiais inventados em gabinetes por pessoas que nunca na vida fizeram rebentar um engenho explosivo?» Para fazer valer as suas posições, os bombistas suicidas palestinianos entregaram hoje na sede do Hamas aquele que dizem ser o maior abaixo-assinado de sempre, com cerca de 70 000 assinaturas recolhidas na última semana. Khaled Baroom, dirigente da organização, já desvalorizou a iniciativa: «Conseguimos apurar que mais de metade dos subscritores estão mortos».
De qualquer forma, os dois dias de greve já anunciados devem mesmo vir a realizar-se. Entre as reivindicações dos bombistas suicidas está ainda a revisão imediata do Estatuto da Carreira de Mártir, nomeadamente na norma que determina a divisão da carreira de bombista em duas categorias, o suicida e o desmoralizador, e no artigo que reserva para os mártires titulares um maior número de virgens. Há também quem defenda a necessidade da definição de um subsídio de risco para os bombistas suicidas, uma vez que, como refere Shaker Kaboom, «esta é uma profissão muito perigosa e não temos nenhuma protecção caso fiquemos feridos».

Etiquetas:

Pinto da Cruz | 0 comentário(s) |

Reviravolta no Processo Casa Pia: Ferreira Diniz confundido com o Pai Natal

25 dezembro, 2008

Testemunhas trazem novidades imprevistas ao mediático caso.

O Processo Casa Pia conheceu ontem um inesperado desenvolvimento, quando os quatro ex-alunos da instituição que acusavam Ferreira Diniz de abusos sexuais entregaram uma carta no Tribunal de Monsanto a ilibar o médico. «Os miúdos reconheceram que se tinham enganado e que quem tinha verdadeiramente abusado deles tinha sido o Pai Natal», revelou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, uma fonte anónima de nariz vermelho, quatro patas e hastes na cabeça.
Os acusadores explicam ainda na missiva, de acordo com a mesma fonte, como foi possível confundirem 'o médico do Ferrari' com o 'estafeta do trenó': «Eles na verdade nunca viram a viatura em que ele se deslocava, porque habitualmente estavam de costas, virados para a parede...» No documento entregue em tribunal, as alegadas vítimas dizem também que esta época natalícia tem sido traumatizante, pois vêem o seu abusador «em qualquer superfície comercial em que entrem, e sempre com crianças sentadas no seu colo».

Ferreira Diniz inexplicavelmente confundido com Pai Natal [foto E. Calhau]

Em consequência deste surpreendente volte-face, foi já emitido um mandato de captura para o Pai Natal, que se suspeita possa estar neste momento a circular incógnito na União Europeia usando o seu verdadeiro nome, São Nicolau. Até ao momento, foram já presos preventivamente 361 indivíduos que correspondiam à descrição, entre os quais o Major Valentim Loureiro, mas neste caso apenas para diversão dos agentes da Polícia Judiciária que realizaram a detenção.
A Coca-Cola, patrocinadora do Pai Natal, anunciou entretanto que retirou o apoio à conhecida personagem, esperando-se ainda que, nas próximas horas, Bento XVI emita um comunicado em que apresentará as desculpas públicas da Igreja Católica pelo envolvimento de mais um dos seus membros num caso de pedofilia.
Com a entrega dos presentes na noite de Natal em risco, e com o Menino Jesus a não querer levantar o rabinho das palhas onde está deitado e estendido há mais de 2000 anos, foi o juiz Rui Teixeira quem ontem desempenhou esse papel. «Não me custou nada, foi só vestir a minha t-shirt dos Pink Floyd, pôr um casaco vermelho e lá fui eu! Desde que me tiraram das mãos esta coisa da Casa Pia que andava a precisar de um entretém», afirmou o magistrado.

Etiquetas: ,

Arnaldo Midões | 0 comentário(s) |

Sporting vai contratar catota de Cristiano Ronaldo

24 dezembro, 2008

Clube desejava o regresso de CR7, mas contenção orçamental não o permite.

Filipe Soares Franco anunciou hoje que o Sporting se vai reforçar com uma catota de Cristiano Ronaldo na reabertura do mercado de transferências, em Janeiro. «Inicialmente pensámos em contratar todo o Ronaldo, mas nem sequer para uma unha do dedo mais pequeno do pé esquerdo dele tínhamos dinheiro. Ainda assim, conseguimos assegurar o concurso de um seu macaco do nariz, o que é muito bom, pois sempre joga melhor do que o Romagnoli e o Rochemback», explicou o presidente do clube, em exclusivo para o Jornal do Fundinho.
Com esta contratação, é possível que Paulo Bento venha a abdicar do seu famoso losango do meio-campo, uma vez que a catota do internacional português pode jogar como extremo em qualquer um dos flancos. O pedaço de ranho solidificado caracteriza-se ainda pelo seu excelente jogo de cabeça e movimentação.
Está assim explicado o gesto de Cristiano Ronaldo para as bancadas num dos últimos jogos da Selecção Nacional, em que ergueu um dedo à frente do nariz. O madeirense, afinal, não estava a mandar calar o público, mas antes a dar indicação ao seu empresário de que podia tratar da transferência, mas que apenas estava disposto a ceder uma catota, e não duas, como o Sporting pretendia. Agora, e para ocupar o lugar que estava guardado para o segundo macaco, o clube deve avançar para a compra do passe de uma bola de cotão do umbigo de Quaresma, apesar de esta ser mais dispendiosa do que todo o jogador do Inter de Milão no momento.
Especula-se nos corredores do Alvalade XXI que se Paulo Bento não conseguir levar a equipa ao título esta época, apesar deste considerável esforço no mercado de Inverno, o Sporting avançará para a sua substituição no final da temporada por um rolhão de cera dos ouvidos de José Mourinho. Para já, o pedaço de cera não quis comentar esta hipótese, mas sempre adiantou que era «o melhor pedaço de cera dos ouvidos do mundo».

Etiquetas:

Manuel Feijão | 0 comentário(s) |

Professores de Hogwarts admitem recorrer a magia para suspender avaliação

23 dezembro, 2008

Posições cada vez mais extremadas entre docentes e tutela.

Os professores da Escola de Magia e Feitiçaria de Hogwarts anunciaram hoje que, caso o Ministério da Educação não volte atrás com o modelo de avaliação de desempenho proposto para o corrente ano lectivo, poderão recorrer à magia para forçar a sua suspensão imediata. De acordo com Minerva McGonagall, directora da instituição, «não podemos tolerar mais esta situação e se Quem-Nós-Sabemos não mudar de atitude vamos transformá-la numa barata tonta... vai ser fácil, porque só falta a parte da barata».
Em rigoroso exclusivo para o Jornal do Fundinho, a responsável adiantou ainda que está fora de questão qualquer alteração ao modelo proposto pela tutela: «Não há alteração possível, o sistema está todo mal. Repare que temos professores de Defesa Contra as Artes das Trevas a avaliar colegas de Herbologia, ou docentes de Trato das Criaturas Mágicas a assistir a aulas de Runas Antigas. Toda a gente percebe os problemas que isto pode colocar». McGonagall referiu ainda o abaixo-assinado entregue esta semana no Ministério, «com assinaturas de cerca de 970 000 professores contra a avaliação». Questionada sobre se não tinham sido apenas 70 milhares os subscritores, a directora explicou: «Isso foi antes de eu aplicar uma conjuraçãozita...»

Professores de Hogwarts contra avaliação [foto E. Calhau]

A ministra Maria de Lurdes Rodrigues reagiu já a esta posição, dizendo-se pouco impressionada com as ameaças. «Eu apelo aos senhores professores para moderarem as suas posições. Eu sou a ministra e eu é que mando, e se me apetecer, por exemplo, aparetar em Hogwarts, decido que aparetarei e apareto e pronto!»
Convidada a pronunciar-se sobre a mais recente polémica em torno do processo de avaliação de professores, J.K. Rowling manifestou-se indisponível. Segundo o seu editor, a criadora da saga de Harry Potter estará ocupada até ao final do ano a nadar no seu próprio dinheiro.

Etiquetas:

Arnaldo Midões | 0 comentário(s) |

Madaíl usa exemplo de Londres 2012 para justificar candidatura ao Mundial de futebol

22 dezembro, 2008

Londres receberá Jogos Olímpicos com um terço de obesos, presidente da FPF diz que Portugal é só vantagens.

Cerca de uma semana depois de um estudo ter revelado que em 2012, quando a cidade de Londres acolher os Jogos Olímpicos, um terço da população inglesa será obesa, Gilberto Madaíl aproveitou para relançar a ideia de uma candidatura portuguesa à organização do Campeonato Mundial de futebol de 2018. «Se os gordos dos ingleses podem organizar uma grande competição desportiva, nós não havemos de poder? Até seria justo, porque, a este ritmo, em 2018 não haverá um único português que, à conta da fome que passa, não esteja mais magro do que o Bruno Nogueira», afirmou o presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), em exclusivo para o Jornal do Fundinho, considerando ainda que é uma inevitabilidade a magreza da totalidade da população daqui a 10 anos: «Os únicos que vão ser gordos são os donos dos bancos, mas como esses vão todos ser espanhóis...»
Madaíl fez questão de reiterar que a boa forma dos portugueses é um trunfo de peso, ou antes, de falta dele, para conquistar a organização do Mundial: «As vantagens são inúmeras: podemos vender o dobro dos bilhetes, porque vão caber duas pessoas em cada cadeira; não haverá violência, porque os adeptos mal conseguirão aguentar-se de pé, quanto mais bater uns nos outros; não chamarão nomes aos árbitros, porque nem vão ter força para falar...» O líder da FPF revelou também que já está a aplicar algumas medidas que vão no sentido do emagrecimento dos próprios membros da Selecção Nacional, para dar o exemplo. «Se repararem, o Carlos Queiroz está muito mais magro desde que chegou. É que o contrato que assinámos estipula que só lhe pagamos quando ele ganhar. Acho que no final vai ser precisa uma lupa para lhe ver a cintura...», afirmou.
Gilberto Madaíl não quis deixar de referir que a candidatura ao Mundial 2018 não poderá deixar de ser um projecto conjunto com Espanha: «Acho que temos mais hipóteses se nos juntarmos a eles. No Europeu 2004 conseguimos ganhar-lhes, mas o Carlos Cruz foi decisivo. Cheguei a dizer-lhe que tirar o campeonato aos espanhóis era como roubar um doce a uma criança. Ele respondeu-me que preferia mesmo era dar-lhes chupas».

Etiquetas:

Manuel Feijão | 0 comentário(s) |

Benfica ficou muito perto de conseguir continuar na UEFA

19 dezembro, 2008

Faltaram apenas mais nove golos para garantir a qualificação.

Num jogo em que precisava de ganhar por oito golos para garantir a passagem aos 1/16 de final da Taça UEFA, o Benfica conseguiu ontem arrancar uma excelente derrota por 0-1 frente aos ucranianos do Metalist, ficando assim a uns míseros nove golos do seu objectivo.
Foi por muito pouco que a equipa encarnada falhou o apuramento, com a eliminatória a ficar resolvida apenas a 5 minutos do final do jogo, quando Rykun conseguiu marcar o golo dos forasteiros num lance claramente irregular, pois ninguém tinha avisado que se podia rematar com força. Não fosse este erro inacreditável da equipa da arbitragem e, pelo decorrer do jogo, o Benfica teria facilmente chegado ao 8-0 nos descontos. Mas os portugueses têm outras razões de queixa: «Se a UEFA e a FIFA tivessem já determinado que cada bola no poste valia cinco golos, uma vez que é muito mais difícil acertar lá do que dentro da baliza, teríamos conseguido o nosso objectivo», considerou Quique Flores, em exclusivo para o Jornal do Fundinho.
Mas nem tudo é negativo, uma vez que, com a equipa fora da Taça UEFA, da Taça de Portugal e da Taça da Liga, é pouco provável que o treinador benfiquista volte a ter coragem para nos obrigar a ver 'jogar' o Balboa. Da noite de ontem na Luz ficou ainda como aspecto a relevar a clara melhoria da equipa do Benfica em termos defensivos, acabando por sofrer menos quatro golos do que havia acontecido no embate com a equipa grega do Olympiacos.
Entretanto, na Grécia, onde os alemães do Hertha de Berlim tinham de ganhar para permitir a qualificação do clube encarnado, o Olympiacos acabou por golear por 4-0, em mais uma demonstração de que o único alemão bom é o alemão morto.

Etiquetas:

Manuel Feijão | 0 comentário(s) |

Universidade Sénior de Loulé com dificuldades em estudo de empregabilidade

15 dezembro, 2008

Instituição promove estudo com recurso à colaboração de antigos alunos.

A Universidade Sénior de Loulé está a elaborar um estudo sobre empregabilidade e tem vindo a pedir a colaboração dos seus antigos estudantes para recolher informação, mas as coisas não têm corrido da melhor forma. «Não percebo, nós queremos saber a experiência dos nossos ex-alunos, o que lhes aconteceu desde que deixaram a universidade, mas ainda nenhum respondeu. Parece que estão mortos ou não sei...», admitiu Frei Hermano da Junta, presidente da instituição, em exclusivo para o Jornal do Fundinho.
A pouca participação dos antigos estudantes nas actividades desenvolvidas por aquela universidade da terceira idade é um fenómeno que, de resto, tem vindo a preocupar os seus responsáveis. De acordo com Frei Hermano da Junta, «existe uma enorme taxa de abandono escolar, sobretudo nos últimos anos... alunos que pura e simplesmente deixam de aparecer nas aulas de um dia para o outro e nunca mais dizem nada, parece que estão mortos ou não sei...»
Tendo em conta a situação, e para conseguir recolher os dados necessários para elaborar o referido estudo, a Universidade Sénior de Loulé resolveu promover um concurso entre os antigos alunos que resolvam participar. Diariamente, e até ao fim do ano, estão a ser sorteados diversos conjuntos de material escolar, que incluem agulhas de tricot, ábacos, almofadas para a renda de bilros, pacotes de farinha para as gincanas, e, no grande sorteio final, um tear de Arraiolos. Mas, para já, os resultados não são animadores, como confidencia Frei Hermano da Junta: «Mesmo com este incentivo, ainda ninguém respondeu. Não consigo perceber os nossos antigos estudantes, parece que estão mortos ou não sei...»

Etiquetas:

Arnaldo Midões | 0 comentário(s) |

Médico que confundiu banda gástrica com banda filarmónica recusa acusação de negligência

12 dezembro, 2008

Doente surpreendida com a troca exige indemnização avultada.

Uma mulher que descobriu que tinha a Banda Filarmónica da Academia de Instrução e Recreio Familiar Almadense no estômago, depois de ter sido sujeita a uma cirurgia para colocação de uma banda gástrica, acusa de negligência o médico que realizou a operação. Adélia Bola, de 42 anos, conta ao Jornal do Fundinho, em rigoroso exclusivo, que começou a sentir-se estranha na manhã a seguir à intervenção: «Primeiro comecei a ouvir o "El Condor Pasa", mas parecia mesmo que aquilo vinha da minha barriga e por isso não liguei. Depois foi o "Hey Jude" e quando chegou ao "Eye of the Tiger" eu achei que já era demais e chamei a enfermeira».
Para espanto de Adélia, e após a realização de uma ecografia, foi possível constatar que dentro do seu estômago estavam 100 músicos de uma banda filarmónica, repartidos por sopro e percussão, interpretando diversas composições clássicas e contemporâneas. «A enfermeira até disse que eu tinha sorte por eles estarem a tocar afinadinhos, senão podiam rebentar-me as paredes do estômago», conta a queixosa, que reconhece ter achado estranho «ter saído da sala de operações com uma barriga ainda maior do que a que tinha antes e com a "Carmen" de Bizet nos ouvidos».
Agostinho Corte, o cirurgião acusado, rebate todas as acusações e diz que as complicações sentidas por Adélia Bola não estão relacionadas com a intervenção cirúrgica que realizou. «Quando eu fechei a barriga da senhora, posso garantir que não estava nenhuma banda filarmónica lá dentro. Eu sei isto porque, quando a costura estava quase fechada, eu reparei que não tinha o meu Bulgari no pulso e meti a mão lá dentro... Não estava lá banda nenhuma! E o meu relógio também não, afinal tinha ficado no baço de um tipo que eu tinha operado antes», argumenta Corte. O clínico afirma ainda que é possível que a banda filarmónica «tenha sido ingerida aquando da refeição da noite... toda a gente sabe como é a comida nos hospitais».
Além de se dizer inocente, o médico não deixa de aconselhar a sua ex-paciente a mudar rapidamente os seus hábitos alimentares: «Já ia ter de o fazer se tivesse mesmo uma banda gástrica no estômago, mas tendo uma banda filarmónica justifica-se ainda mais: 100 músicos precisam de bastante comida para conseguir tocar os oboés, as tubas, os fagotes, os tambores...»
Apesar de exigir uma indemnização de 600 000 Euros e assistência médica e medicamentosa, alegando danos patrimoniais e psicológicos, Adélia Bola não pondera, para já, retirar a Banda Filarmónica da Academia de Instrução e Recreio Familiar Almadense do seu estômago: «Estou a começar a habituar-me... E além disso, eles ontem tocaram versões tão bonitas da "Nossa Senhora das Candeias" e do "Enter Sandman"...»

Etiquetas:

Arnaldo Midões | 0 comentário(s) |

Sá Leão revela que Manoel de Oliveira é a sua maior referência

10 dezembro, 2008

Centenário cineasta continua a ser homenageado.

O realizador de filmes pornográficos Sá Leão associou-se hoje às celebrações do 100.º aniversário de Manoel de Oliveira, destacando o cineasta portuense como a pessoa que o fez optar pelo cinema. «Nunca vi nenhum filme dele, mas quando descobri que a sua primeira longa-metragem se chamava "Aniki-Bobó", percebi logo que queria ser realizador porno... Bobó logo na primeira vez, muito bom!», afirmou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho.

Sá Leão é fã de Manoel de Oliveira [foto E. Calhau]

O grande dinamizador do cinema porno em Portugal explicou que, em termos formais, se sente mais próximo de Manoel de Oliveira do que de qualquer outro realizador: «A sua sobriedade, a austeridade e a concisão... Foi a esses ensinamentos que eu recorri quando usei um lençol como único adereço cenográfico em "Si Cariño, ou a Vã Glória de Montar"... Por isso e porque estava sem cheta para comprar qualquer coisa mais». Sá Leão recordou ainda um ensinamento de Oliveira que costuma aplicar na sua própria cinematurgia: «Uma vez vi-o a explicar que gostava de apontar a câmara a algo e ficar, ficar, ficar... É mais ou menos assim que eu dirijo os meus actores masculinos. Digo-lhes sempre: Aponta e fica e sai e fica e sai e fica...»
Questionado sobre se acha comparável a obra de Manoel de Oliveira com a de um realizador de filmes para adultos, Sá Leão irritou-se mas não hesitou na resposta: «Porquê, os filmes do Oliveira são para crianças, é? Eu conheço muita malta de 40 e 50 anos que já viu um ou outro e não percebeu nada daquilo, portanto...»
Entretanto, as homenagens por ocasião do centenário Manoel de Oliveira continuam a surgir umas atrás das outras. «É isso, "Umas Atrás das Outras"! Grande título para o meu próximo projecto! Cá está, o Oliveira sempre a inspirar-me!», comentou Sá Leão.

Etiquetas:

Lucília Gralha | 0 comentário(s) |

Jesus Cristo não quer convidar para festa de anos astrónomo que diz que ele nasceu a 17 de Junho

09 dezembro, 2008

Dave Reneke não é o único excluído da Consoada.

Jesus Cristo disse hoje aos pais - aos três - que não quer convidar para a sua festa de aniversário o astrónomo australiano Dave Reneke, que defende que o Salvador nasceu a 17 de Junho e não a 25 de Dezembro. Reneke vai mesmo mais longe e afirma que o nascimento de Jesus teve lugar afinal no ano de 2 a.C., o que motivou já uma queixa do Império Romano junto da FIFA, reclamando a vitória no Campeonato Mundial de sub-19 em 18 d.C., cuja final havia perdido contra a Selecção da Judeia, com um hat-trick de Jesus.
Este desenvolvimento reforçou a intenção de Jesus Cristo de deixar o cientista fora da sua festa de Natal: «Já avisei os papás e a mamã que não quero aquele menino nos meus anos. Ele é um palerma e eu não quero que ele vá estragar o bom ambiente da festa, portanto, se quiser fica à porta do McDonald's, mas entrar não entra!», afirmou o Menino ao Jornal do Fundinho, em rigoroso exclusivo. Reneke, entretanto, não se mostrou nada incomodado com a decisão de Jesus, por considerar que «festas de aniversário à noite sem ir à discoteca são uma seca, e eu já sei que os pais do gajo só o deixam sair depois de chegar um familiar afastado qualquer, um tipo gordo de barbas brancas... a essa hora, já eu devo estar com três vodkas no bucho!»
Ainda assim, os pais de Jesus Cristo continuam a tentar fazer o seu filho mudar de ideias, cada um à sua maneira: Deus diz-lhe que ele deve amar todos os homens por igual, José ameaça-o de o pôr a trabalhar um mês inteiro na carpintaria e Maria levou-lhe ontem à noite à cama um copo de leite e uma fatia de bolo com açúcar glacé que trouxe das Bodas de Canã. No entanto, de acordo com o psicólogo Eduardo Sá, dificilmente Jesus voltará atrás na sua posição: «Se cada um dos três pais tenta aplicar a sua receita, o mais certo é o prato sair estragado. A família Cristo deve pensar no seguinte: Jesus, como todas as crianças, principalmente as que têm mais de 2000 anos, sabe que não pode colocar a refeição dos afectos no frigorífico para mais tarde saciar a sua fome, mas neste caso, como é o filho de Deus, não precisa da electricidade para nada porque pode congelá-la com um simples toque».
Na sua festa de aniversário, que decorrerá no próximo dia 25 de Dezembro, Jesus Cristo também não quer ver Alexandra Solnado, «a não ser que traga a filha, que é uma menina com quem eu não me importava de brincar aos médicos», e Belchior, porque dá péssimas prendas: «Ainda hoje tenho a mirra na garagem porque não sei o que raios hei-de fazer com aquilo».

Etiquetas:

Arnaldo Midões | 0 comentário(s) |

"Amália" estreia em versões diferentes de acordo com o país de exibição

04 dezembro, 2008

Biografia ficcionada do maior ícone de sempre do fado revela ainda fados inéditos.

"Amália, o Filme" - que, ao contrário do que o título indica, é um filme biográfico sobre Amália Rodrigues - chega hoje a 66 salas de cinema portuguesas mas tem já distribuição assegurada em cerca de vinte outros países. Numa iniciativa nunca antes vista no cinema nacional, a cada país corresponderá uma versão diferente da história, como explicou o realizador Carlos Coelho da Silva, em exclusivo para o Jornal do Fundinho: «Decidimos que, de acordo com cada país, a Amália cantaria um fado diferente no fim do filme. Espanha foi fácil, porque havia aquele dos 'São caracóis, são caracolitos / São os espanhóis, são espanholitos', mas para os outros países foi mais complicado. Felizmente, o nosso aderecista costuma participar naquela coisa das cantigas ao desafio e isso permitiu-nos descobrir alguns fados escritos pela Amália e nunca antes revelados...»
Coelho da Silva revelou que, entre os inéditos, estão composições como "Morcegos" ('São morcegos, são morceguitos/ São os gregos, são gregozitos'), "Cordeiros" ('São cordeiros, são cordeiritos/ São os brasileiros, são brasileiritos'), "Cães" ('São cães, são canitos/ São os alemães, são alemãezitos') e "Gatos Malteses" ('São gatos malteses, são gatos maltesezitos/ São os chineses, são chinesitos'). De fora ficou ainda o fado "Camarões" ('São camarões, são camarõezitos/ São os letões, são letõezitos'), uma vez que não está prevista a exibição do filme na Letónia.
A decisão de incluir estes temas em "Amália, o Filme" permitiu promover as tréguas entre os produtores e os familiares da fadista, que acusavam a película de falta de ligação à realidade. Diogo Varela Silva, sobrinho-neto da diva do fado e pessoa a quem nunca por nunca passaria pela cabeça usar esta ligação familiar para ter os seus 15 minutos de fama, explicou que «os fados desconhecidos que agora são mostrados ao público que amava Amália permitem repor a verdade sobre a minha tia-avó, pois demonstram o seu génio poético e grande verve lírica».

Etiquetas:

Lucília Gralha | 0 comentário(s) |

    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes