<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Agência noticiosa do Irão cobre buracos na defesa do Sporting

26 fevereiro, 2013

Iranianos dizem que já não se fazem leões como os que matavam os cristãos em Roma.

Depois de ter publicado uma fotografia de Michelle Obama, durante a cerimónia dos Óscares, com os ombros e o pescoço tapados através de manipulação digital, a agência de notícias semi-oficial do regime iraniano, Fars, divulgou agora uma imagem em que foram cobertos os buracos da defesa do Sporting. «Estive a ver o jogo com o Estoril e aquilo estava tudo aberto! Nunca tinha visto nada assim! Dei logo ordens para taparem as imagens todas, que um buraco daquele tamanho é uma ofensa para o Islão», explicou, em rigoroso exclusivo para o Jornal do Fundinho, o ministro da Cultura do Irão, Mohammad Hosseini.

 
Irão tapou defesa do Sporting [foto original E. Calhau]

O mesmo governante explicou ainda que foram também transmitidas indicações para que não seja publicada em território iraniano nenhuma notícia relacionada com a situação económica do clube de Alvalade. «Tivemos os nossos maiores especialistas em Photoshop a trabalhar em algumas imagens, mas eles foram unânimes em dizer que o buraco das contas do Sporting é tão grande, que não havia nada a fazer», declarou Hosseini, que confessou a sua frustração: «Até contratámos aqueles artistas que conseguiram tapar a Rita Pereira toda na Playboy, mas nada feito...»
A agência Fars está ligada à Guarda Revolucionária da República do Irão e tem entre as suas regras mostrar apenas mulheres que usem o véu islâmico e equipas de futebol que não tenham jogadores que mais parece que estão a usar o véu islâmico, mas daqueles em que até os olhos ficam tapados.

Etiquetas:

Lucília Gralha | 1 comentário(s) |

Obrigado a jogar às escondidas no ISCTE, Relvas diz que se soubesse que a praxe era tão divertida também tinha ido à universidade

19 fevereiro, 2013

Ministro confessou ter ideia errada da praxe académica.

Miguel Relvas teve hoje uma experiência que o poderia ter feito lembrar os bons velhos tempos de caloiro universitário, caso ele alguma vez os tivesse vivido. Presente no Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE) para o encerramento de uma conferência sobre o futuro do jornalismo, o ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares foi recebido com protestos dos estudantes, que o impediram de discursar e obrigaram a percorrer por várias vezes os corredores da instituição até encontrar uma saída.
«Isto foi muito divertido! Se eu soubesse que a praxe era assim, com estes jogos da minha infância, como as escondidas, até tinha ido às aulas na universidade», afirmou Relvas, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, antes de perguntar «Agora vamos jogar ao lenço? Ou à cabra-cega?» O ministro ainda se ofereceu para ser pintado, como é normal acontecer com os caloiros, mas foi aconselhado pela sua comitiva a não o fazer, depois de os ‘doutores’ terem surgido com um bidão de alcatrão e um saco de penas.

Relvas foi praxado e gostou [foto E. Calhau]

Afirmando também que percebia agora que não existem motivos para recear a praxe, ao contrário do que acontecia quando era estudante, Relvas confidenciou: «A praxe é muito diferente do que eu pensava. Quando andei na Lusófona, andava sempre com medo, porque pensava que nos podiam obrigar a fazer coisas horríveis, como estudar ou responder a testes». Já no exterior do campus do ISCTE, o governante voltou a alinhar com o espírito do dia, despedindo-se do reitor da escola, Luís Reto, com uma pequena cançoneta que o aconselhava a tomar no apelido.
Miguel Relvas acabou por não permanecer sequer uma hora no ISCTE, mas ainda deu para tirar uma licenciatura, três mestrados e dois doutoramentos. E nos cerca de 15 minutos que demorou para regressar ao Ministério, ainda concluiu cinco cursos de e-learning.

Etiquetas: ,

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

Ex-secretário de Estado manda Fisco tomar no cu, Fisco diz que sim senhor desde que ele indique o número de contribuinte

14 fevereiro, 2013

Malato também reage e diz que Viegas devia ser atropelado.

Francisco José Viegas, ex-secretário de Estado da Cultura no atual Governo, revelou que mandará «tomar no cu» qualquer agente do Fisco que o confronte com o eventual pedido de uma fatura. Entretanto, a Autoridade Tributária e Aduaneira fez saber, através de comunicado, que já diversos funcionários se manifestaram disponíveis para satisfazer o desejo do antigo governante, mas só se este indicar o seu número de identificação fiscal, para efeitos de emissão de fatura.

 
Viegas e Malato não passam fatura [foto E. Calhau]

Quem também comentou a intenção de Viegas foi José Carlos Malato, que afirmou, em rigoroso exclusivo para o Jornal do Fundinho, que «esse tal de Viegas é mesmo daqueles de se lhe passar com um carro por cima». O apresentador da RTP fez questão, no entanto, de salientar que toma esta posição sem que isso signifique que tem alguma afinidade com a atividade de tomar no cu. «Eu gosto muito é de todo o universo da fiscalidade, como cidadão exemplar e apreciador da diversão que sou», assegurou.
A reação de Francisco José Viegas provocou ainda diversos comentários nas redes sociais, ao ponto de se tornar viral, fazendo disparar – e tendo em conta que se trata de tomar no cu – a taxa de risco de contrair aquelas doenças que se apanham por nos sentarmos nas sanitas do WC públicos masculinos. Assim, e apesar de ser ainda incerto o sucesso da medida implementada pelo Governo de multar quem não pedir fatura, é garantido que a mesma já entrou para os anais.

Etiquetas:

Eufémia Saraiva | 0 comentário(s) |

    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes