<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Fanáticos portugueses da Apple deliciados com a ironia de terem de comer apenas maçãs se quiserem comprar o novo iPhone

28 setembro, 2012

Nova versão do famoso smartphone entusiasma compradores.

Começou hoje a ser vendido em Portugal o iPhone 5, a mais recente versão do famoso smartphone da Apple, e os fanáticos nacionais da marca fizeram, como é tradicional, figura de parv... perdão, filas intermináveis para estarem entre os primeiros a comprá-lo. «Isto é magnífico! Desde que saiu o iPhone 4S que não como mais nada a não ser maçãs, para agora poder adquirir este magnífico aparelho. Se é irónico só poder comer maçãs para comprar um produto da Apple? Vou rezar a São Steve Jobs e já lhe respondo», declarou o primeiro português a comprar o novo iPhone, Viriato Henriques, em exclusivo para o Jornal do Fundinho.

Portugueses sem razões para tristezas agora que têm o iPhone 5 [foto E. Calhau]

Mas nem os sacrifícios nem as longas horas de espera parecem ter retirado entusiasmo aos compradores na hora de avaliar o seu novo gadget. «Valeu tudo a pena, porque este iPhone é muito maior do que o anterior e desde 1997 que eu não tinha um telemóvel tão grande», considerou Henriques, ao mesmo tempo que experimentava se, nesta versão, a antena já tinha sido colocada de forma a que não tivesse de segurar no aparelho como se lhe faltassem dois dedos na mão.
Milhares de portugueses deverão comprar o iPhone 5, apesar das dificuldades económicas por que passa grande parte da população. Viriato Henriques reconheceu que a situação pode parecer contraditória, mas garantiu que essa é uma falsa questão. «Trata-se de saber estabelecer prioridades e de não colocar o supérfluo à frente do essencial. Agora deixem-me colocar o meu iPhone novo mesmo aqui na frente do carrinho onde guardo a minha tralha toda, que é para ir meter inveja ao resto do pessoal que vive ali debaixo daquela ponte para onde fui morar depois de ter sido despejado», afirmou.

Etiquetas:

Lucília Gralha | 0 comentário(s) |

Equipa do “Querido, Mudei a Casa!” já está a trabalhar na remodelação do Governo

27 setembro, 2012

Saiba quem fica e quem vai direto para o lixo.

Foi uma das novidades dadas por Pedro Passos Coelho na última reunião do Conselho de Estado: o primeiro-ministro vai mesmo remodelar o Governo e já tem a equipa do programa televisivo “Querido, Mudei a Casa!” a tratar do assunto. «É verdade, começámos a trabalhar na semana passada. Gostei muito de receber este convite, até porque sou fã do Pedro desde que ele escreveu aquele livro chamado “Mudar”, que tem tanta substância como o meu “Arrisca-te a Viver”», confirmou, em rigoroso exclusivo para o Jornal do Fundinho, Gustavo Santos.

Passos Coelho também é um querido [foto E. Calhau]

O apresentador do programa da SIC Mulher revelou ainda alguns dos planos para a remodelação governamental: «A primeira coisa a fazer é cortar o Relvas. O Pedro não queria, mas é impossível ter bom ambiente quando há Relvas por todo o lado e a tomar conta de tudo! Logo a seguir, vamos substituir o Álvaro Santos Pereira por um lindíssimo papel de parede com motivos florais. Para o crescimento económico português vai dar no mesmo e pelo menos o Conselho de Ministros sempre fica com um aspeto mais bonito». Mas, apesar de a mudança vir a ser grande, nem todos os membros do Governo serão remodelados. «A Assunção Cristas vai manter-se, porque não é prioritário mudar a decoração. E o Vítor Gaspar também fica, mas os seus secretários de Estado serão substituídos por almofadas, para que as pessoas possam dormitar quando ele fala», explicou Gustavo Santos.
Espera-se que a remodelação do Governo esteja pronta para ser apresentada depois da votação do Orçamento do Estado para 2013, mas o timing e a própria intervenção estão a ser muito criticados. Para a maioria dos politólogos e dos designers de interiores, remodelar não é suficiente e será inevitável chamar a equipa de “Reconstrução Total” para deitar o Governo todo abaixo e fazer um novo.

Etiquetas:

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

Afinal Passos estava chateado com Portas porque ele nunca lhe faz comentários no Facebook

26 setembro, 2012

TSU é mesmo o menor dos problemas.

Muito se especulou sobre uma eventual crise na coligação que suporta o Governo, provocada por discordâncias quanto às alterações na Taxa Social Única (TSU), mas afinal todos os problemas – que existiram mesmo – foram provocados pelo facto de Paulo Portas nunca fazer ‘Gosto’ nem deixar comentários nos posts de Pedro Passos Coelho no Facebook. «Ainda há umas semanas, quando escrevi aos meus amigos para explicar as novas medidas de austeridade, tive milhares de comentários e o Paulo nem de um ‘Gosto’ foi capaz», queixou-se o primeiro-ministro, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, acrescentando: «Ainda por cima, eu sei que ele depois comunicou a outras pessoas que fazia falta um botão ‘Não gosto mas também não bloqueei’».

Passos faz refresh mas Portas ainda não fez 'Gosto' [foto E. Calhau]

Passos Coelho revelou ainda que foram estas atitudes do líder do CDS que o levaram a mudar o seu estado naquela rede social de ‘Numa relação’ para ‘É complicado’. «Eu continuo empenhado em fazer isto resultar, mas seria cínico fazer de conta que o Paulo não me tinha magoado muito. Enfim, entretanto falámos e acertámos as coisas, e ainda só não mudei outra vez para ‘Numa relação’ porque o Facebook não deixou, alegando que esta coligação é ainda mais pornográfica do que aquelas fotografias de mães a amamentar os filhos, que eles de vez em quando censuram», explicou.
Esta parece, no entanto, não ser toda a verdade. De acordo com fontes próximas de Paulo Portas (que não identificaremos porque o João Almeida nos pediu que não usássemos o seu nome), o entendimento entre PSD e CDS ainda não está finalizado. É que o primeiro-ministro pretende, para sanar definitivamente os problemas entre os partidos, um mínimo de dois ‘Gosto’ por cada três posts seus no Facebook, enquanto que o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros promete gostar de todos os posts, mas só daqueles publicados no Google+, uma vez que assim ninguém dará por ela.

Etiquetas:

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

Paulo Portas garante que fumou mas não inalou a TSU

16 setembro, 2012

Líder do CDS faz apelo ao Governo, apesar de não serem íntimos.

Paulo Portas explicou finalmente, este domingo, a posição do seu partido sobre as alterações da Taxa Social Única (TSU) anunciadas pelo primeiro-ministro na passada semana. «Se me perguntam se me passaram a TSU para mão, passaram. Se me perguntam se eu queria, não queria. Se me perguntam se travei, não travei. Portanto, fumei mas não inalei», explicou o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, em exclusivo ao Jornal do Fundinho.

Portas garante que não travou [foto E. Calhau]

Envergando uma t-shirt com a imagem de Bill Clinton, o líder centrista explicou depois que pretendeu evitar uma crise política, apesar de reafirmar a sua discordância com a medida. «Quero que me ouçam bem: eu não tive relações com esta proposta. Estas alegações são falsas e eu tenho de voltar para o meu submarino», sublinhou.
As declarações de Paulo Portas ficaram marcadas também por diversos recados para o Governo. Para o presidente do CDS-PP, há ainda um longo caminho a percorrer até à aprovação do Orçamento do Estado para 2013: «É indispensável mostrar abertura para com os parceiros sociais e apostar na redução da despesa. Se eu estivesse no Governo, era o que eu fazia. É a altura de sermos responsáveis: políticos que estão no poder e fazem de conta que não têm culpa de nada causam-me asco!»

Etiquetas:

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

Passos anuncia descida de preços no Continente e portugueses correm para as facas e os ancinhos porque claramente os ovos não estão a resultar

13 setembro, 2012

Belmiro apressou-se a lançar grande promoção.

A entrevista de Pedro Passos Coelho à RTP ficou marcada pela acérrima defesa que o primeiro-ministro fez da medida de baixar a Taxa Social Única (TSU) às empresas. Nesse momento, Pedro Passos Coelho chegou mesmo a reagir às críticas de Belmiro de Azevedo afirmando que, se o patrão da Sonae «está convencido que vai vender menos, que aproveite para baixar os preços». Este anúncio de uma redução de preços no Continente, e sem necessidade de recurso ao desconto ao cartão, levou os portugueses a correrem para as lojas daquela cadeia de hipermercados para comprar facas, ancinhos, tesouras e inseticidas.

Passos já não pode ir ao Continente [foto E. Calhau]

«Isto com ovos já não vai lá! Tenho aqui quatro facas e ainda vou ali meter dois ancinhos no carrinho de compras, que é para ver se tenho uma conversa com o primeiro-ministro», afirmou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, o homem que, no dia de ontem, atirou um ovo à ministra da Agricultura. Esse episódio, bem como a corrida desta noite aos hipermercados Continente, levaram entretanto Belmiro de Azevedo a anunciar que quem gastar mais de 50 Euros em objetos contundentes terá direito a aulas para melhorar a pontaria.
A avaliar pelas reações nas redes sociais, a entrevista do primeiro-ministro ficou muito longe de convencer os portugueses, o que levou já a equipa de assessores do Governo a preparar um plano de comunicação de contingência. Assim, nos próximos dias, suceder-se-ão entrevistas de Álvaro Silva Pereira a prometer descontos de 75 % na lasanha de peixe do Pingo Doce, de Vítor Gaspar a anunciar que será possível comprar três barras de sabão azul pelo preço de duas no Lidl e de Miguel Relvas a assegurar que no E.Leclerc um quilo de costeletas de porco terá como oferta uma melancia.

Etiquetas:

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

Novo livro revela que Bin Laden foi morto com medalha do Nobel da Paz ganho por Obama

11 setembro, 2012

Este magnífico texto contém um inteligente trocadilho em inglês e uma referência à Fanny.

Onze anos depois dos atentados contra o World Trade Center e o Pentágono, sucedem-se as versões sobre a operação de captura de Osama Bin Laden. Depois de um livro escrito por um antigo militar que participou no ataque ter revelado que o ex-líder da Al-Qaeda já estava morto quando os fuzileiros norte-americanos entraram no seu quarto, um outro operacional apresentou agora uma história diferente.
«Matámos o tipo com a medalha que deram ao Presidente Obama quando lhe foi atribuído o Prémio Nobel da Paz. Foi ele próprio que nos disse que os tempos da intolerância e da violência injustificada do George W. Bush tinham acabado, e por isso devíamos usar apenas a medalha para trucidar o monhé», declarou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, o antigo militar, sob a condição de o designarmos pelo pseudónimo John Smith para que ninguém descubra que ele se chama Warren Peace. Questionado sobre se não considerava irónico que o vencedor do Nobel da Paz tenha ordenado a morte de uma pessoa, Warren Peace começou por afirmar que não era sua intenção envolver-se em polémicas, mas ainda assim fez notar que «o Nobel da Paz foi criado pelo tipo que inventou a dinamite...»

Obama no dia em que recebeu o Nobel da Paz [foto E. Calhau]

O novo relato sobre a morte de Bin Laden vai também ser editado em livro, ainda sem título, que incluirá uma réplica da medalha do Nobel da Paz, «para que os leitores possam também resolver os seus diferendos com outras pessoas de forma pacífica», explicou o autor. Outro brinde a acompanhar a obra será um DVD com grandes momentos do pacifismo, narrado pelo próprio Barack Obama e por Chuck Norris.
Osama Bin Laden morreu a 2 de maio de 2011, na cidade paquistanesa de Abbottabad, na sequência de um raide das forças norte-americanas. Era descrito pelos vizinhos como uma pessoa normal, que gostava de churrascos, longos passeios nas dunas, poligamia, aeronáutica e demolição de edifícios. Foi responsável por vários ataques terroristas e ficou também conhecido pelos vídeos ameaçadores que gravou e que foram até há pouco tempo considerados as maiores peças de violência multimédia da história, epíteto entretanto arrebatado pelo videoclip da Fanny.

Etiquetas:

Pinto da Cruz | 0 comentário(s) |

Homem que esteve em coma 35 anos acordou, viu a “Gabriela” na TV, o FMI em Portugal e os portugueses na fila para o pão e pensou que ainda estava em 1977

10 setembro, 2012

Recuperação deixou médicos com sentimentos contraditórios.

Saturnino Patriota, um homem que esteve em coma durante 35 anos, acordou inesperadamente esta tarde, inteirou-se das novidades sobre a intervenção do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Portugal, espreitou pela janela do quarto de hospital para ver se a fila para o pão estava muito longa e só ficou mais animado depois de ligar o televisor e ver “Gabriela”, a telenovela brasileira que hoje estreou. «Ainda bem que um ano tão mau como este de 1977 nunca mais se vai repetir», desabafou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, acrescentando depois que «esta Sónia Braga é toda boa».

Saturnino Patriota curte o séc. XXI [foto E. Calhau]

Apesar de os médicos o aconselharem a permanecer internado mais algumas semanas, Patriota manifestou já o desejo de retomar a sua vida o mais rapidamente possível. «Sou funcionário da televisão pública e tenho muita vontade de regressar ao trabalho. Bem sei que tenho tempo, porque a RTP1 e a RTP2 nunca vão acabar, mas mesmo assim...», revelou a esse propósito. Mas o brio profissional não é a única razão para este desejo, como admitiu o próprio: «A verdade é que a vida está muito complicada: esta crise é tão dura que é uma coisa única no tempo de uma vida. Eu acho que a situação económica portuguesa só se resolve se aderirmos à CEE e depois for criada uma moeda única europeia. Dessa maneira, já nada poderá correr mal».
A recuperação de Saturnino Patriota deixou surpreendidos os membros da equipa médica que o tem vindo a acompanhar. Nenhum esperava já que ele acordasse e todos se manifestaram inspirados pelo milagre médico, devastados por ele ter voltado à vida precisamente nesta altura e esperançados de que possa ter uma recaída e voltar ao coma, onde estará muito melhor e poderá esperar mais 35 anos para ver se isto melhora.

Etiquetas: ,

Arnaldo Midões | 0 comentário(s) |

Passos escreveu de novo no Facebook mas desta vez foi para dizer que não vai ter dinheiro para o passe para Massamá

09 setembro, 2012

Primeiro-ministro obrigado a mudar de casa.

Depois de, na madrugada de hoje, ter colocado uma mensagem na sua página do Facebook a afirmar que as medidas de austeridade que anunciou na sexta-feira são necessárias para encontrar «uma solução real e duradoura», Pedro Passos Coelho voltou esta noite àquela rede social, mas agora para se lamentar de que não tem a certeza de o dinheiro lhe ir chegar para pagar o passe social. «Queria escrever-vos não como primeiro-ministro mas como portador de um passe combinado Vimeca/Carris», pode ler-se na nota, que continua «estive a fazer as contas com a Laura e não sei como vou fazer para ir todos os dias para a residência oficial de São Bento».

Passos sem dinheiro para a carreira [foto E. Calhau]

Apesar de não o ter revelado no Facebook, Passos Coelho coloca mesmo a hipótese de deixar o seu atual apartamento em Massamá, para fazer face às despesas. «Provavelmente, vou ser obrigado a mudar de casa e ir viver para Lisboa. Já andei a ver uns palacetezinhos humildes ali, para a zona da Lapa, e deixem que vos diga que ninguém me vai ver a ser piegas por causa disto», afirmou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho. O primeiro-ministro anunciou ainda outras medidas que colocará em prática para conseguir esticar os seus rendimentos até ao final do mês: «Já mudei o tarifário do telemóvel, até foi o Miguel Relvas que me tratou disso porque ele tem um muito porreiro em que se farta de ligar e é a Câmara de Tomar que paga tudo. E vou passar a levar a marmita para o trabalho... Aliás, tem havido cada vez mais portugueses a mandar-me, precisamente, levar na marmita».
Entretanto, as dificuldades sentidas por Pedro Passos Coelho levaram a que outros membros do Governo se oferecessem para dar uma ajuda. Paulo Portas, por exemplo, sugeriu ao seu parceiro de coligação que ele poderia poupar algum dinheiro se comprasse uma viatura económica através de uns amigos seus que vendem submarinos a bom preço.

Etiquetas:

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

Passos promete que vai haver mais emprego, trabalhadores só vão precisar de pagar aos patrões

07 setembro, 2012

Passos agradeceu sacrifícios aos portugueses e depois enfiou o braço todo.

Pedro Passos Coelho anunciou hoje ao País que a contribuição dos trabalhadores para a Segurança Social subirá de 11% para 18%, o mesmo valor que passará a ser cobrado às empresas, embora neste caso isso represente uma descida. De acordo com o primeiro-ministro, esta ‘transferência’ permitirá combater os elevados níveis de desemprego. «Eu sempre disse que a nossa prioridade era que houvesse menos portugueses desempregados. E, a partir do próximo ano, só não vai trabalhar quem não quer, porque a única coisa que vai ser precisa para ter um emprego é pagar ao patrão», explicou depois, em rigoroso exclusivo para o Jornal do Fundinho.

Passos implementa novas medidas [foto E. Calhau]

As novas medidas foram já acertadas entre o Governo português e os representantes do Fundo Monetário Internacional, Banco Central Europeu e Comissão Europeia, explicou Passos Coelho numa comunicação transmitida pela televisão, trinta minutos antes do jogo de futebol entre Portugal e o Luxemburgo, para ver se ninguém notava. O primeiro-ministro aproveitou ainda para agradecer aos portugueses pelos sacrifícios que estes têm feito e garantiu que a riqueza e o capital também serão mais tributados, embora não tenha detalhado este ponto porque «não quero entristecer mais o Cristiano Ronaldo».
O anúncio do primeiro-ministro foi fortemente contestado, quer pelos partidos da oposição, quer pela generalidade da população que não é dona de um banco ou de uma grande empresa. Não é crível, no entanto, que daqui venham a resultar esmagadoras manifestações ou um clima de particular instabilidade social, uma vez que ainda não foi criada nenhuma aplicação do Facebook para isso.

Etiquetas: ,

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

FMI também queria semana de trabalho de seis dias em Portugal mas Passos disse que não fazia por menos de oito

04 setembro, 2012

«A minha austeridade é melhor do que a grega», diz o primeiro-ministro.

Depois de os representantes do Fundo Monetário Internacional (FMI), Banco Central Europeu e Comissão Europeia que acompanham a implementação do programa de ajustamento na Grécia terem sugerido o aumento da semana de trabalho de cinco para seis dias, a mesma proposta chegou à mesa das reuniões com o Governo português. Pedro Passos Coelho, no entanto, mostrou-se inflexível e deixou claro que não aceitaria aquela recomendação.

Passos contra pieguices como o salário [foto E. Calhau]

«Seis dias é para piegas. Devemos persistir, ser exigentes e não ter pena dos trabalhadores, coitadinhos, que sofrem tanto para trabalhar», reiterou o primeiro-ministro, em rigoroso exclusivo para o Jornal do Fundinho, explicando ainda que se comprometeu com uma semana de trabalho de pelo menos oito dias, por metade do ordenado e sem direito a subsídios de férias e de Natal. «Tiveram de ser os próprios tipos do FMI a agarrar-me, se não iam também as pausas para almoço e a proibição de chicotear os empregados», revelou o líder do Executivo.
Embora ainda não se conheçam os contornos exactos destas medidas, outras serão provavelmente necessárias após a avaliação da comissão tripartida de ajuda financeira. Passos Coelho, aliás, levará para as negociações um dossiê com 200 páginas que inclui propostas como permitir aos patrões acorrentar os empregados (com algemas pagas por eles próprios) e aumentar o limite das indemnizações por despedimento para 36 meses, embora estas passem a ser pagas pelos funcionários despedidos.

Etiquetas: ,

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes