<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Novo livro revela que Bin Laden foi morto com medalha do Nobel da Paz ganho por Obama

11 setembro, 2012

Este magnífico texto contém um inteligente trocadilho em inglês e uma referência à Fanny.

Onze anos depois dos atentados contra o World Trade Center e o Pentágono, sucedem-se as versões sobre a operação de captura de Osama Bin Laden. Depois de um livro escrito por um antigo militar que participou no ataque ter revelado que o ex-líder da Al-Qaeda já estava morto quando os fuzileiros norte-americanos entraram no seu quarto, um outro operacional apresentou agora uma história diferente.
«Matámos o tipo com a medalha que deram ao Presidente Obama quando lhe foi atribuído o Prémio Nobel da Paz. Foi ele próprio que nos disse que os tempos da intolerância e da violência injustificada do George W. Bush tinham acabado, e por isso devíamos usar apenas a medalha para trucidar o monhé», declarou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, o antigo militar, sob a condição de o designarmos pelo pseudónimo John Smith para que ninguém descubra que ele se chama Warren Peace. Questionado sobre se não considerava irónico que o vencedor do Nobel da Paz tenha ordenado a morte de uma pessoa, Warren Peace começou por afirmar que não era sua intenção envolver-se em polémicas, mas ainda assim fez notar que «o Nobel da Paz foi criado pelo tipo que inventou a dinamite...»

Obama no dia em que recebeu o Nobel da Paz [foto E. Calhau]

O novo relato sobre a morte de Bin Laden vai também ser editado em livro, ainda sem título, que incluirá uma réplica da medalha do Nobel da Paz, «para que os leitores possam também resolver os seus diferendos com outras pessoas de forma pacífica», explicou o autor. Outro brinde a acompanhar a obra será um DVD com grandes momentos do pacifismo, narrado pelo próprio Barack Obama e por Chuck Norris.
Osama Bin Laden morreu a 2 de maio de 2011, na cidade paquistanesa de Abbottabad, na sequência de um raide das forças norte-americanas. Era descrito pelos vizinhos como uma pessoa normal, que gostava de churrascos, longos passeios nas dunas, poligamia, aeronáutica e demolição de edifícios. Foi responsável por vários ataques terroristas e ficou também conhecido pelos vídeos ameaçadores que gravou e que foram até há pouco tempo considerados as maiores peças de violência multimédia da história, epíteto entretanto arrebatado pelo videoclip da Fanny.

Etiquetas:

Pinto da Cruz

0 comentário(s):

Comentar


    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes