<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Corte de 50% no subsídio de Natal vai fazer com que 80% dos portugueses já estejam a viver num estábulo quando a quadra chegar

30 junho, 2011

Programa do Governo começou hoje a ser apresentado.

Pedro Passos Coelho anunciou hoje uma contribuição especial em sede de IRS, equivalente a 50% do valor do subsídio de Natal que acresce ao salário mínimo nacional. «Esta medida permitirá que os portugueses regressem ao verdadeiro espírito da quadra natalícia... estimamos que, chegados a dezembro, cerca de 80% estejam já a viver num estábulo e lá venham a nascer os seus filhos, como aconteceu com o Menino Jesus», explicou o primeiro-ministro, em exclusivo para o Jornal do Fundinho.
A medida, avançada hoje na abertura do debate do Programa do XIX Governo na Assembleia da República, permitirá cumprir os objetivos definidos com o Fundo Monetário Internacional, Comissão Europeia e Banco Central Europeu, mas não será a única. «Achei esta ideia do Natal porreira, e então também vamos aumentar o IVA até nos produtos essenciais, que é da maneira que toda a gente vai ficar a ver estrelas... É tipo a estrela que guiou os Reis Magos, eh eh eh», explicou Passos Coelho.
O dia ficou também marcado pela estreia em debates parlamentares do novo ministro das Finanças, Vítor Gaspar. Falando já na parte final da sessão, Gaspar deixou claro qual vai ser a estratégia do Governo para convencer os deputados da oposição: adormecê-los com os seus discursos.

Etiquetas: ,

Eufémia Saraiva | 0 comentário(s) |

Fernando Nobre protesta nu contra despedimento

21 junho, 2011

Vídeo faz sucesso na Internet.

Depois dos trabalhadores da ABB Galindo, em Espanha, foi agora a vez de Fernando Nobre divulgar um vídeo na Internet em que surge completamente nu, como forma de protesto contra o seu despedimento, ou antes, a sua não eleição para presidente da Assembleia da República. O ex-candidato presidencial surge no filme a executar uma coreografia divertida ao som da música "Paz, Pão, Povo e Liberdade", o hino do PSD, que é intercalada por algumas frases de protesto, como «Um sonho perdido, um despedido» ou «Luto pelo meu futuro, o meu tacho».

Nobre mostra ser homem de toma... de coragem [foto E. Calhau]

Em rigoroso exclusivo para o Jornal do Fundinho, Fernando Nobre explicou que «o vídeo faz rir, mas a mensagem é séria: tentei ser a primeira figura do Estado e não me deixaram, agora tento ser a segunda e nada feito... não há pelo menos um lugarzinho de faxineiro aí num sítio qualquer do sistema político que possa ser entregue a um pobre independente que luta contra o sistema político?» Nobre disse ainda que esta foi a única forma de chamar a atenção para o seu problema, depois de duas votações perdidas, horas de negociação com outros partidos, sete promessas de ir a Fátima a pé e quatro galinhas e sete porcos oferecidos a deputados de todos os grupos parlamentares.
O vídeo, gravado ontem logo após o anúncio de Fernando Nobre de que desistia da candidatura à presidência da Assembleia da República, depois de ter falhado duas eleições consecutivas, tem já largos milhares de visualizações. A esmagadora maioria foi feita através daqueles computadores instalados no hemiciclo para José Lello e outros deputados poderem ver powerpoints com tipas mamalhudas e lerem mails com piadas.

Etiquetas:

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

Homem recém-divorciado apareceu sozinho em jantar de casais amigos

20 junho, 2011

Vítima está com medo.

Alexandre Henriques, um ribatejano de 53 anos que se divorciou na passada semana, apareceu esta noite num jantar com um casal amigo, sem levar acompanhante. «Ficámos chocados», revelou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, Ana Veloso, explicando que «eu e o meu marido gostávamos muito do Alexandre e da mulher dele, mas em conjunto... esta atitude é um ignóbil ataque à instituição do casalamiguismo».
De acordo com Ana, nada permitia adivinhar este tipo de comportamento. «Ele sempre foi uma pessoa calma e pacífica. Nunca deu sinal algum de ser capaz deste tipo de ação tresloucada», afirma, questionando-se sobre «como é que alguém não percebe que a base do casalamiguismo é integrar um casal... é que a própria palavra o diz, que parte de casalamiguismo é que ele não entende?» A vítima já entregou, entretanto, uma queixa na Polícia Judiciária, mas garante que nem isso a faz sentir mais segura: «Eu sei lá se não me cruzo com ele num sítio qualquer e ele insiste em meter conversa comigo... vivo absolutamente aterrorizada».
O casalamiguismo é uma prática secular, segundo a qual, quando uma pessoa se casa com outra, passa a ser amiga de todos os amigos do seu cônjuge, em particular se eles também forem casados e tiverem, consequentemente, membros que também são obrigados a serem amigos de pessoas que nunca viram na vida. O modo mais frequente de convívio entre os casais amigos são os jantares, que podem reunir entre dois a cinco casais. O casalamiguismo evolui, muitas vezes, para o famíliaamiguismo, quando um ou mais casais têm filhos. No famíliaamiguismo, é-se amigo dos amigos dos companheiros, mas também dos seus filhos irritantes e ranhosos.

Etiquetas:

Arnaldo Midões | 0 comentário(s) |

Crise leva criador de A Vida é Bela a mudar o nome da empresa para A Vida é Lixada

09 junho, 2011

Empresário acredita no sucesso do novo conceito.

Desde 2002 que António Quina tem feito sucesso com os pacotes de experiências da empresa pioneira que fundou, A Vida é Bela, mas a crise económica obrigou-o agora a mudar a estratégia e a criar produtos mais adequados às dificuldades que os portugueses estão a viver. «Demos uma volta de 180 graus e até mudámos o nome da companhia para A Vida é Lixada. Onde antes tínhamos experiências de luxo como serviços de manicura, temos agora propostas para os nossos clientes usarem as mãos de forma mais pragmática, com workshops de roubo por esticão», explica o empresário, em exclusivo para o Jornal do Fundinho.
Entre os pacotes agora apresentados pela A Vida é Lixada estão ofertas de três noites ao relento junto à Estação do Rossio, programas de emagrecimento que incluem uma semana inteira sem comer por falta de dinheiro, propostas de atividades desportivas como fugir aos seguranças do Jumbo de Alfragide após roubar uma alheira na secção de charcutaria e experiências radicais como andar pendurado nas portas dos comboios da Linha de Sintra para poupar o preço do bilhete. «Mudámos no sentido que era necessário. É sempre muito importante ouvir o mercado, estar atento ao que ele tem para nos dizer... e, neste caso, o que o mercado nos disse foi: Porra, estou completamente teso», afirma António Quina.

António Quina já promove A Vida é Lixada [foto E. Calhau]

O empresário acredita que os portugueses responderão positivamente à sua nova abordagem à venda de experiências, uma vez que considera que «toda a gente quer proporcionar momentos inesquecíveis às pessoas de quem gosta, mas, com o estado em que se encontra a nossa economia, faz muito mais sentido não habituarmos mal os nossos amigos e familiares... um jantar delicioso num cenário paradisíaco é muito agradável, mas para quê oferecermos algo desse género se no dia seguinte os nossos pais vão ter de voltar a comer carapaus de escabeche na barraca na Arrentela para onde se mudaram porque ficaram sem dinheiro para pagar o crédito da casa?»
O conceito A Vida é Lixada parece, entretanto, estar a ser copiado por outras marcas do ramo. Assim, anunciam-se já pacotes para “Fins de semana de Lixo” da BrokeBox e para “Jantares a Dois Seguidos de Fuga Sem Pagar a Conta” da Poorgift.

Etiquetas:

Eufémia Saraiva | 0 comentário(s) |

Sócrates diz que criou no Domingo o primeiro dos 150 mil empregos que prometeu

08 junho, 2011

Passos Coelho já lhe agradeceu o seu primeiro trabalho.

Foi durante a reunião da Comissão Nacional do PS, que ontem se realizou, que José Sócrates garantiu ter criado no passado fim de semana o primeiro dos 150 mil empregos que tinha prometido durante a campanha eleitoral de 2005. «Graças a mim, o Pedro Passos Coelho conseguiu ter um trabalho pela primeira vez na sua vida», garantiu o ainda primeiro-ministro aos seus correlegionários socialistas, «E depois ainda dizem que o Novas Oportunidades não presta!»
Sócrates reconheceu depois, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, «algum atraso» na implementação do plano que haveria de levar à criação da centena e meia de postos de trabalho, mas afirmou que «é uma profunda ingratidão e até um sinal de boicote inaceitável que, no preciso dia em que o programa arranca, os portugueses anulem os seus efeitos positivos ao fazerem de mim desempregado». O secretário-geral do PS garantiu, no entanto, estar confiante de que o novo Executivo terá condições para cumprir o objetivo final. «Vai ser mais complicado por causa daquela invenção do Passos Coelho de um Governo só com dez ministros, mas entre secretários de Estado, diretores de empresas públicas, assessores e consultores, vão ultrapassar os 150 mil com a mesma facilidade com que nós o faríamos», explicou.
Entretanto, Passos Coelho reagiu já às palavras de Sócrates, emitindo um comunicado em que agradecia «todo o empenho que o atual primeiro-ministro demonstrou em poder proporcionar-me a minha primeira experiência no mercado de trabalho».
Na reunião de ontem da Comissão Nacional do PS, José Sócrates aproveitou ainda para agradecer a muitos daqueles que o acompanharam na liderança do partido. «Adoro-vos» foi, de acordo com os relatos, a frase com que se despediu, a que acrescentou «O problema não sou eu, são vocês».

Etiquetas: ,

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

Portugueses ainda não perceberam se campanha eleitoral é mesmo reality show ou paródia como “Último a Sair”

02 junho, 2011

Especialista afirma ter método para acabar com as dúvidas.

A campanha eleitoral para as eleições legislativas está quase a chegar ao fim, mas a esmagadora maioria dos eleitores ainda tem dificuldade em perceber se este é um reality show verdadeiro, como o “Big Brother”, ou uma paródia aos programas do género, como o “Último a Sair”. Quem o afirma é o crítico de televisão Fagundo Mira, em exclusivo para o Jornal do Fundinho: «Não é, de facto, claro qual o tipo de objeto que temos perante nós. No fundo, ficamos sempre com a ideia de ser tudo uma enorme representação, apesar de estarem lá todos os ingredientes dos reality shows tradicionais: o concorrente que tenta dormir com qualquer um, que é o Paulo Portas, o outro que se faz de difícil, que é o Passos Coelho, o simples e humilde representante do povo, que é o Jerónimo de Sousa, e o tipo intelectual que tem poucos amigos, que é o Louçã... Só falta mesmo o concorrente parvalhão que todos os outros odeiam... Não, estou a brincar, é evidente que esse é o Sócrates».
De acordo com Mira, não faltam, de resto, elementos que lançam a confusão. «Esta campanha até tem aquela voz a que todos têm de obedecer senão são castigados, que neste caso não é uma, mas três: a voz da troika. Já para não falar do Cavaco Silva a fazer de Teresa Guilherme: diz que é muito amiga de todos os concorrentes, mas já se sabe que, se no fim ganhar o Sócrates, ele vai achar que a culpa é dos perigos da democracia», explica.
Para o crítico, só um truque habitual dos reality shows pode ajudar a esclarecer em definitivo a questão da autenticidade do espetáculo da campanha. «É preciso meter álcool na casa... ou antes, nas arruadas. Só com os concorrentes todos bêbedos é que vamos ver afinal quem está a fazer teatro», defende Mira, admitindo porém que «este método pode ser favorável ao Jerónimo de Sousa, que conseguiu chegar a líder do PCP porque numas eleições presidenciais se meteu a dançar em cima de uma mesa, completamente entornado».

Etiquetas: ,

Castro Castanheira | 0 comentário(s) |

    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes