<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Arménio Carlos reaviva rábula do “escurinho” ao perguntar se chefe do FMI foi barrado no aeroporto com Nutella ou Tulicreme

24 abril, 2014

Avelã? Chocolate? Racismo!

O líder da CGTP ressuscitou hoje a polémica com as suas declarações do ano passado em que se referiu a Abebe Selassie, então chefe da missão do FMI para Portugal, como “escurinho”. Desta feita, Arménio Carlos referiu-se ao episódio que envolveu o atual chefe de missão, Subir Lall, que foi barrado no aeroporto de Lisboa, com termos igualmente questionáveis: «Dizem que o tipo do FMI foi barrado. Que ele é acastanhado já eu sei, mas quero saber é se ele foi barrado com Nutella ou com o muito mais barato Tulicreme! A austeridade é ou não para todos?»

Barrado? Com o quê, exige saber Arménio Carlos [foto E. Calhau]

Confrontado com as críticas que de imediato surgiram, Arménio Carlos alegou ter sido mal interpretado. «Retiraram as minhas declarações do contexto. A Nutella é ou não acastanhada? O Tulicreme é ou não acastanhado? O tipo do FMI é ou não acastanhado? Mas alguém aqui está a ser racista?», questionou, em rigoroso exclusivo para o Jornal do Fundinho. O líder sindical não quis, no entanto, pronunciar-se sobre a problemática do creme para barrar com dois sabores do Continente.
Entretanto, uma investigação do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES) veio trazer mais alguns elementos para esta polémica. De acordo com os dados recolhidos, barrar Nutella ou Tulicreme no pão é racismo. De resto, barrar manteiga de amendoim também será racismo. E doce de framboesa. E manteigas das que vêm naquelas embalagens pequeninas como há nos restaurantes. Este será, de resto, um dos pontos centrais do colóquio que o CES organizará em maio, subordinado ao tema “Epistemologia dos cremes para barrar na construção de semânticas alternativas do racismo”.

Etiquetas: ,

Castro Castanheira

0 comentário(s):

Comentar


    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes