<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Miguel Relvas regressou já à política ativa porque obteve equivalências para concluir a travessia do deserto

26 fevereiro, 2014

Leia depressa esta notícia, porque quando a acabar Relvas até pode já ser primeiro-ministro! Isto é, oficialmente.

A escolha de Miguel Relvas para encabeçar a lista apresentada por Pedro Passos Coelho, este fim de semana, ao Conselho Nacional do PSD apanhou toda a gente de surpresa, dado terem passado menos de dez meses desde a sua demissão do Governo, tempo considerado manifestamente insuficiente para completar a habitual travessia do deserto que políticos polémicos realizam antes de voltarem a chupar na teta dos partidos e/ou do Estado. Mas o próprio fez questão de explicar, em rigoroso exclusivo para o Jornal do Fundinho, que não havia nada de anormal nesta situação: «Eu fiz a minha travessia do deserto dentro das regras, pois foram-me atribuídas as equivalências necessárias para concluir essa caminhada. Repito o que já disse há algum tempo: sempre norteei a minha vida pela procura permanente do tráfico de influên... do conhecimento, procura permanente do conhecimento!»

Relvas na sua travessia do deserto [foto E. Calhau]

No processo de Relvas é possível confirmar que os dois anos que habitualmente um político demora até regressar à ribalta foram substancialmente encurtados através da atribuição das referidas equivalências. Nomeadamente, a criação de uma empresa de consultoria para negócios e gestão foi equiparada à ocupação de um cargo de chefia numa grande empresa pública, a reativação da empresa análoga Integrabalance foi considerada comparável a uma bem paga posição de chefia numa empresa privada anteriormente beneficiada enquanto governante e a nomeação como alto-comissário da Casa Olímpica da Língua Portuguesa no Brasil foi declarada equivalente a um programa de comentário televisivo em horário nobre. «Tudo normal. Comparadas com as equivalências que tive na minha licenciatura por ter sido presidente de um rancho, acho que este processo até foi muito sério», defendeu o ex-ministro.

Etiquetas:

Castro Castanheira

0 comentário(s):

Comentar


    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes