<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Relvas comeu uma vez um bolo no bar da Universidade Lusíada e disse que voltava para pagar porque tinha deixado a carteira em casa mas ainda não apareceu

10 julho, 2012

Lusófona também pode ser credora, mas acesso aos documentos é mais difícil do que tirar um curso.

Os cerca de 800 euros relativos a propinas que estão por pagar não são a única dívida de Miguel Relvas para com a Universidade Lusíada. Em janeiro de 1986, o agora ministro aproveitou uma inusitada tarde soalheira para comer um mil-folhas e beber um café e uma água na esplanada da cafetaria daquela escola, mas não pagou a conta porque alegou que se tinha esquecido da carteira em casa e se comprometeu a voltar no dia seguinte para saldar o débito. No entanto, a conta continua por pagar até hoje.

Relvas ainda não pagou este lanche [foto E. Calhau]

«É verdade que ele nunca saldou a despesa. Cheguei a encontrá-lo duas ou três vezes nos corredores, mas ele dizia-me sempre que tinha sido um lapso, que ia lá no dia seguinte e que naquela altura estava com muita pressa porque tinha o ensaio do rancho ou então porque tinha de ir fazer uma licenciatura e já só tinha 15 minutos», confirmou, em rigoroso exclusivo para o Jornal do Fundinho, Américo Trigo, concessionário da cafetaria da Lusíada. Relvas chegou, no entanto, a ir mesmo ao bar para, supostamente, pagar o lanche, como relatou Trigo: «Levava umas notas do Monopólio e dizia que aquelas eram equivalentes. Quando eu recusei aceitá-las, disse-me logo que não estava habituado a esquisitices com equivalências».
Apesar de existirem informações de que Miguel Relvas terá também dívidas à Universidade Lusófona, não foi para já possível obter essa confirmação, uma vez que aquela instituição nos facultou o acesso à informação de tesouraria relativa ao seu ex-aluno apenas durante 15 minutos, com os olhos vendados, as mãos amarradas atrás das costas e a fazer o pino enquanto equilibrávamos uma vassoura na ponta do nariz. No entanto, ainda conseguimos confirmar a existência de uma fatura da Staples no nome de Miguel Relvas, no valor de 0,70 Euros, relativa ao corretor que foi usado no processo académico do ministro-adjunto para que se pudesse escrever por cima algumas patranhas sobre o seu currículo profissional.

Etiquetas: ,

Arnaldo Midões

0 comentário(s):

Comentar


    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes