<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Cada vez mais portugueses levam comida para o trabalho para poupar nas contas e cada vez mais portuguesas são comidas no trabalho para o mesmo efeito

11 outubro, 2011

Situação vai levar a mudanças nos membros do Governo.

Será mais uma consequência da crise, mas o que é certo é que cada vez mais portugueses levam comida para o trabalho, para dessa forma terem mais dinheiro no final do mês. Mas são também cada vez mais as portuguesas que são comidas no trabalho, precisamente com o mesmo objetivo, revela um estudo realizado pela Associação Portuguesa de Gajos à Séria.
«Numa rápida sondagem pelos nossos associados, porque eles estavam a fazer coisas de homem e não tinham tempo para mariquices, pudemos constatar que todos os que são empregadores se têm mostrado muito empenhados em ajudar as suas funcionárias, nomeadamente as que são boazonas», explicou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, o presidente daquela Associação. Manuel Mocho deu mesmo alguns exemplos de medidas que têm vindo a ser tomadas neste âmbito: «Estamos a falar da criação de espaços específicos onde as tipas podem levar a marmita, da disponibilização de fogões para que cada chavala possa dizer orgulhosamente ‘Eu para mim, cozinho’, do aumento das condições de higiene para que as gajas possam lavar o seu bacalhau ou escamar o besugo de algum colega... Já para não dizer que muitas delas têm agora a sua própria bilha garantida pelo patrão!»
Ainda de acordo com a mesma fonte, o aumento exponencial das portuguesas que são comidas no local de trabalho tem não só vindo a preencher abundantemente a conta das funcionárias envolvidas, mas também a aumentar a satisfação no local de trabalho. «Anda toda a gente muito entusiasmada com os chouriços e com os tomates, mas também com os brioches e as rabanadas. De tal forma, que o mercado laboral passou a ter mais referências brejeiras do que uma canção do Quim Barreiros», revelou Mocho.
Em reação a este fenómeno, o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho prepara-se para fazer a primeira remodelação no seu Governo. Assim, são esperadas para os próximos dias as tomadas de posse de Rosinha, como ministra do Trabalho, e do seu amor, que gosta que ela leve no pacote porque tem outro sabor, como secretário de Estado do Emprego.

Etiquetas:

Arnaldo Midões

0 comentário(s):

Comentar


    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes