<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Ministro da Economia desiste de ser chamado de Álvaro e quer agora que o tratem por Júlia

08 agosto, 2011

Santos Pereira quer acabar com o peso pesado do Estado.

Depois de, inicialmente, ter pedido aos jornalistas que o tratassem por Álvaro e não por ministro, o titular da pasta da Economia surpreendeu hoje ao anunciar que pretendia ser chamado de Júlia. «Chamem-me Júlia, como a Júlia Pinheiro. Porque vai ser uma tarefa digna do “Peso Pesado” o emagrecimento que eu pretendo fazer no Estado», declarou Álvaro Santos Pereira, em rigoroso exclusivo para o Jornal do Fundinho.
Confrontado com a aparente contradição entre as suas intenções e os salários elevados que auferem a sua chefe de gabinete e os seus assessores, o Álvaro, perdão, a Júlia defendeu as suas opções. «Esses meus colaboradores são como aquelas peles que ficam penduradas nos gordos depois de emagrecerem muito: todos sabemos que eles estão lá e que ficam muito mal na fotografia, mas podemos sempre escondê-los debaixo da roupa... ou, neste caso, de uma notícia bem plantada na RTP», afirmou.
Álvaro, perdão, Júlia Santos Pereira esclareceu ainda que vai passar a falar muito alto e num tom irritantemente agudo, «para que os portugueses percebam que todos temos de mudar os nossos hábitos... era isso ou tinha mesmo de começar a deixar de ir a restaurantes de luxo e a andar de autocarro». A aplicação destas medidas a outros ministérios está a ser estudada, sendo possível que, por exemplo, o ministro das Finanças passe a usar fatos garridos e óculos apalhaçados e a responder pelo nome de Vítor Goucha, como forma de se aproximar dos milhões de portugueses que, em consequência do corte no subsídio de Natal, passarão a só conseguir comprar aquela roupa de fim de saldos que já ninguém quer.

Etiquetas:

Castro Castanheira

0 comentário(s):

Comentar


    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes