<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Falar ao telemóvel pode provocar sensação de que se estão a ouvir vozes

08 janeiro, 2010

Cientistas nacionais fazem descoberta revolucionária.

Um estudo de cientistas portugueses revela que falar ao telemóvel pode causar nos utilizadores a sensação de que têm alguém a falar-lhes ao ouvido. «Realizámos testes com mais de duas mil pessoas e apurámos que todas elas reportavam ter começado a ouvir vozes sempre que realizavam uma chamada», explica David E. Claro, coordenador do Grupo de Explicação de Coisas Inacreditavelmente Difíceis de Entender da Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa, em exclusivo para o Jornal do Fundinho.

Um dos participantes do estudo usa o telemóvel [foto E. Calhau]

Tendo em conta os resultados obtidos, o grupo de cientistas responsável por esta descoberta recomenda que os aparelhos sejam mantidos a pelo menos três metros do corpo e desaconselha fortemente a utilização de sistemas com auriculares. «O nosso equipamento científico de vanguarda permitiu-nos comprovar que, com os telemóveis a uma certa distância, as vozes tornam-se quase impercetíveis, enquanto que o uso de auriculares não só as parece tornar mais próximas como causa uma impressão de que se tem uma coisa enfiada no ouvido», revela E. Claro, acrescentando que os sujeitos dos testes identificaram um outro fenómeno comum: «Todos eles testemunharam que as vozes eram antecedidas por uma repetição, mais ou menos prolongada, de um som estranho, uma espécie de tu... tu... tu...»
Os investigadores portugueses afirmam também que, embora continue por provar formalmente que o uso do telemóvel é nocivo, a sua investigação vem ainda assim demonstrar que ele provoca pelo menos efeitos que a ciência está ainda muito longe de conseguir explicar. «Estamos hoje na mesma situação de há 60 anos, quando diversos estudos comprovaram que pessoas que utilizavam computadores ouviam frequentemente um estranho ruído semelhante ao som de dedos a bater em teclas», afirma David E. Claro.

Etiquetas:

Arnaldo Midões

0 comentário(s):

Comentar


    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes