<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Sporting recua e admite vender Gamebox também a casais homossexuais

30 novembro, 2009

Grande sensibilidade do clube para com as minorias já tinha sido vislumbrada pelos cegos.

Depois de terem surgido notícias que davam conta de que o Sporting discriminava os homossexuais na sua campanha para casais de sócios que queiram ter desconto nos lugares anuais do estádio, o clube anunciou um recuo na sua intenção inicial e admite agora alargar a campanha a todos os interessados. «Reconhecemos que não pensámos em todas as possibilidades e é por isso que encontrámos uma alternativa: os gays irão para a parte traseira dos ecrãs gigantes, onde já metemos os cegos. É uma solução que agradará a todos, estamos convencidos. À excepção eventual dos cegos...», adiantou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, Pedro Afra. O director-geral do Grupo Sporting mostrou também a sua indignação perante as acusações de homofobia que surgiram dos mais diversos quadrantes: «Homofóbicos, nós? Já olharam bem para as cores das cadeiras do nosso estádio?»
Afra explicou ainda que o clube leonino está a preparar outras medidas que pretendem ir ao encontro dos direitos de outras minorias: «Já reservámos lugares especiais para anões no topo das nossas bancadas, naquelas filas onde não se pode ter altura de gente. Os deficientes físicos passarão a ver os jogos a partir do fosso, porque podemos atirá-los para lá sem correr o risco de eles partirem as perninhas, e os idosos ficarão no balneário a jogar à sueca com outras pessoas da terceira idade, como o Angulo. Os africanos e os romenos vão ter de esperar mais algum tempo, mas já têm lugar certo nos andaimes das obras do pavilhão que o nosso presidente prometeu construir nas últimas eleições». O responsável sportinguista recusou finalmente a existência de uma cultura de insensibilidade social no clube, defendendo até que a realidade é diametralmente oposta. «Ó pá, tratamos nós nas palminhas os maricas, os minorcas, os coxos, os velhos, os pretos e os rabotas, e esta é a nossa recompensa», protestou.
Quem reagiu entretanto à possibilidade de também os casais homossexuais poderem comprar os pacotes especiais de bilhetes de época foram as claques oficiais do Sporting. Logo ao início da tarde, a Torcida Verde fez saber que alterara a sua designação para Torcida Verde e Rosa-Choque e, apenas algumas horas depois, a Direcção da Juventude Leonina anunciou que os seus membros vão passar a frequentar o mesmo cabeleireiro do Miguel Veloso. Postura contrária manifestou a Conferência Episcopal Portuguesa, em comunicado: «Existirem casais homossexuais que exigem ter o direito de assistir aos jogos do Sporting é mais um sinal da loucura descontrolada que percorre a sociedade actual... Quem é que quer ver jogar o Sporting? Está tudo maluco?»

Etiquetas:

Arnaldo Midões

0 comentário(s):

Comentar


    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes