<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Pinto Monteiro incomodado com demora na investigação no caso Páscoa

11 abril, 2009

Procurador-geral considera que se trata de um processo que já devia estar resolvido e admite chamar Jesus a depor.

O procurador-geral da República diz que nada justifica a morosidade da investigação do caso Páscoa, que se arrasta há quase 2000 anos nos tribunais. «Em minha opinião, de quem tem 42 anos de magistratura, não se justifica tanto tempo gasto na investigação. Ou o arguido, esse tal de Jesus, foi bem condenado ou não foi», sustentou Fernando Pinto Monteiro, em exclusivo para o Jornal do Fundinho, acrescentando que o processo «já devia estar esclarecido, com acusados ou sem acusados, com crucificados ou sem crucificados, com ressuscitados ou sem ressuscitados».

Jesus pode ser chamado por Pinto Monteiro [foto E. Calhau]

Nesse sentido, e defendendo que o Ministério Público não deve orientar as suas acções «para satisfazer os filhos de uns ou de outros», Pinto Monteiro não descarta a possibilidade de o próprio Jesus vir a ser ouvido se tal se revelar útil no decorrer das investigações sobre o eventual erro judicial que levou à sua condenação: «Se for necessário chamar o filho de Deus, com certeza que será chamado. Quem diz o filho de Deus diz o filho toda a gente. Há muitos processos aí que metem figuras públicas. Nem que fosse o filho da Carolina Salgado!»
O procurador-geral disse ainda que «nunca interferiu em nenhum processo» e garantiu, por outro lado, que «não é verdade que tenha aberto uma guerra com a Guarda Romana» ao ordenar uma inspecção relativa às diligências efectuadas na investigação.
As declarações de Pinto Monteiro foram feitas ontem, dia em que se assinalaram 1976 anos desde o julgamento e crucificação de Jesus Cristo. Três dias depois, o próprio Jesus deu entrada do recurso no Tribunal de Jerusalém - o que originou um ataque cardíaco na funcionária que o atendeu e que o julgava morto -, no que foi o início de uma longa batalha judicial.

Etiquetas:

Arnaldo Midões

0 comentário(s):

Comentar


    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes