<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Portugueses indignados com cante alentejano Património Mundial: "Então e os Carreiras, pá?"

27 novembro, 2014

Revolta também chegou à América Latina.

A declaração do cante alentejano como Património Cultural Imaterial da Humanidade, hoje decretada pela UNESCO, indignou a esmagadora maioria dos portugueses. A esmagadora maioria das mulheres portuguesas. A esmagadora maioria das quarentonas e cinquentonas portuguesas. E as pititas das filhas. «Então e o Tony, o Mickael e o David?», foi o grito comum de revolta que ecoou mal se soube da decisão.

Donas de casa desesperadas por Carreiras não serem Património [foto E. Calhau]

Albertina Antunes, presidente do Clube de Fãs de Todo e Qualquer Membro da Família Carreira Mesmo que Seja um dos Caniches, manifestou a sua desilusão, em exclusivo para o Jornal do Fundinho: «Isto é uma vergonha! Eu não tenho nada contra o cante alentejano, mas sinceramente, aquilo tem alguma graça? Nem uma piscadela de olho, nem um menear da anca, nem uma mão a roçar na genitália... Aposto que aquele júri nunca viu uma atuação dos Carreira, sabem lá eles o que é que merece ser Património da Humanidade». A revolta é tanto maior quanto, do que se conhece, não existe nenhuma canção alentejana sobre ter sido encornado por uma desgraçada que não merecia todo o amor que se sentia por ela, nenhum dueto de um mineiro de Aljustrel com Enrique Iglesias, nem nenhum vídeo de cantores alentejanos a contracenarem com Paulo Futre, Zezé Camarinha e o pai da Fanny.
Mas também no estrangeiro se fizeram sentir as ondas de choque, dado o esquecimento a que a UNESCO votou os membros do clã Carreira. Alejandro Carrillo, um compositor e cantor chileno, mostrou-se solidário com a família, em particular com Tony Carreira: «Esse cabrão rouba-me as canções todas, eu dava-lhe com o Património mas era no cu».

Etiquetas:

Lucília Gralha

0 comentário(s):

Comentar


    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes