<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Bárbara responde a Carrilho e diz que, de um ponto de vista neo-pragmático perspetivístico, ele cheira mal dos pés

29 outubro, 2013

Aviso: esta notícia contém termos fortes, nomeadamente diversas referências filosóficas.

Depois de uma sucessão de declarações duras do filósofo e ex-ministro Manuel Maria Carrilho, a apresentadora Bárbara Guimarães aceitou hoje reagir às acusações de que tem sido alvo. «Seguindo uma linha que não seria estranha a Rorty ou Meyer, e trazendo para o centro da discussão também a problematização habermasiana do fim da modernidade, quero dizer ao meu marido: cheiras mal dos pés», afirmou, em exclusivo para o Jornal do Fundinho.

Bárbara recomenda a leitura de Rorty [foto E. Calhau]

Bárbara Guimarães afirmou ainda que não pretende voltar a pronunciar-se publicamente sobre este assunto: «Espero que esse senhor perceba que romperei com o postulado da ontologia da linguagem, que ele próprio sustenta, segundo o qual só se pode ser ao ser dito». A estrela da SIC fez mesmo questão de esclarecer as suas intenções de forma clara: «Como duvido que esse senhor perceba a diferença entre um exterior dizível e a primeira página do Correio da Manhã, e apesar de isso me aproximar mais de Wittgenstein do que eu gostaria de admitir, quero dizer-lhe frontalmente que, se volta a falar de mim a jornalistas, lhe amando com três lamparinas que lhe desfaço o focinho».
Quem também já tomou posição sobre a polémica separação do casal Carrilho/Guimarães foi o serralheiro através de cujos serviços o ex-ministro da Cultura terá tentado forçar a entrada no apartamento da mulher. Em comunicado, Hermenegildo Chaves – também conhecido como ‘Aristóteles da Brandoa’, fez saber que «o homem é por natureza um animal político, e depois há quem seja só um animal, mesmo sendo politico».

Etiquetas:

Lucília Gralha

0 comentário(s):

Comentar


    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes