<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Portas invadiu o regresso de Portugal aos mercados porque diz que não há mercado nem feira onde ele não vá

23 janeiro, 2013

Reservas de ministro não impedem satisfação de Ricardo Salgado.

O regresso de Portugal aos mercados quase era interrompido por Paulo Portas, que bateu à porta com toda a força, exigindo entrar. «Era só o que faltava, um mercado onde o Paulinho das Feiras não fosse», afirmou, em rigoroso exclusivo para o Jornal do Fundinho, o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, já depois de concretizada a invasão.

Portas invadindo o regresso aos mercados [foto E. Calhau]

Portas revelou ainda que, apesar de a emissão de dívida pública a cinco anos ter corrido de forma positiva, ele ficou bastante desiludido com o que encontrou. «Até posso ser líder de um partido conservador, mas acho que um mercado sem ciganos a venderem camisolas da Nice, carteiras da Chamel e perfumes Hugo Box, nem é bem um mercado», explicou, depois de ajeitar a boina que, para ficar inserido no espírito do dia, comprou a crédito.
Apesar das reservas de Portas, a operação foi já elogiada por Ricardo Salgado. O presidente executivo do Banco Espírito Santo classificou o dia de hoje como uma «vitória sobre as agências de rating», enquanto fumava um charuto Cohiba Behike e bebia uma taça de champanhe Krug Clos du Ambonnay no seu recém-adquirido iate, que baptizou de “Contribuintes Lindos”.

Etiquetas:

Eufémia Saraiva

0 comentário(s):

Comentar


    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes