<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Gaspar autoriza despesas de legendagem na Cinemateca se for contratada empresa de tradução de que Passos é administrador

10 outubro, 2012

A Cinemateca é um lugar estranho... e não o dizemos só para fazer um trocadilho com o filme.

Depois de ter sido anunciado que, devido a restrições orçamentais, a Cinemateca Portuguesa passaria a exibir filmes sem legendas, foi o próprio ministro das Finanças que contactou aquele organismo para dar conta de que autorizaria todas as despesas com a legendagem, desde que fosse contratada uma empresa de traduções cujo administrador é Pedro Passos Coelho. «Teria muita pena de que os espectadores da Cinemateca pudessem ser prejudicados na sua experiência cinéfila. Certamente, já terão reparado que as minhas próprias comunicações bem poderiam ser monólogos retirados de filmes suecos», explicou Vítor Gaspar.

Gaspar e Passos tratam de negócios [foto E. Calhau]

O ministro das Finanças refutou as críticas de tráfico de influência e afirmou mesmo que não percebia como essa suspeita havia surgido neste caso: «Já imaginou uma conversa entre mim e a Maria João Seixas? Uma gaga e um disléxico estavam a conversar... Isto mais parece o início de uma anedota do que uma conspiração». Confrontado também com o caso da empresa de formação gerida pelo primeiro-ministro que dominou um fundo que Miguel Relvas superintendia, Gaspar assegurou que, em ambas as situações, tudo foi feito de forma transparente: «É a grande vantagem de vivermos em Portugal: por mais vergonhosa que a coisa seja, podemos fazê-la às claras que não nos acontece nada».
A proposta de Vítor Gaspar deixou indignados diversos intelectuais portugueses, os quais, depois se recusarem a prestar declarações, tomaram posição da única forma que um intelectual o sabe fazer: através de um manifesto. Nesse documento, declaram-se «enojados», não com o facto de o poder político estar a favorecer interesses pessoais, mas de os filmes de Ingmar Bergman, Krzysztof Kieslowski ou Andrei Tarkovsky voltarem a ter legendas. «Desta forma, como é que nós, verdadeiros intelectuais, nos poderemos distinguir da populaça que mal sabe ler português?», questionam.

Etiquetas:

Lucília Gralha

0 comentário(s):

Comentar


    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes