<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Trabalhadores ouviram Passos dizer que desemprego é oportunidade e desataram a despedir-se

17 maio, 2012

Primeiro-ministro contagiou os portugueses como se fosse a tuberculose.

Milhares de portugueses entregaram esta semana cartas de despedimento nas empresas e instituições onde trabalhavam e correram para os centros de emprego, não para pedir qualquer subsídio, mas precisamente para oficializar que não queriam qualquer apoio do Estado, uma vez que estar desempregado é uma sorte maravilhosa. «Ouvi o Passos Coelho dizer que o desemprego é uma grande oportunidade e percebi como tenho vivido enganado a vida toda! Agora que larguei o meu lugar de gestor numa grande multinacional e que deixei de receber o meu salário milionário, já posso finalmente... oh merda!», explicou Belmiro Amorim dos Santos, um destes novos desempregados, em exclusivo para o Jornal do Fundinho.
As declarações do primeiro-ministro, que afirmou que «o desemprego é uma oportunidade para mudar de vida», acabaram assim por se revelar verdadeiramente inspiradoras para muitos cidadãos nacionais. E não foi apenas para aqueles que desejaram que o Manuel Moura dos Santos e o Luís Jardim deixassem de debitar disparates em concursos de talentos e fossem trabalhar para as obras, uma vez que muitos outros se sentiram contagiados pela «cultura de risco» defendida pelo também líder do PSD. Ainda assim, houve quem se deixasse vencer pelo medo e se revelasse um enorme piegas incapaz de sair da sua zona de conforto, como Pedro Passos Coelho, Vítor Gaspar, Paulo Portas, José Pedro Aguiar Branco, Miguel Macedo, Paula Teixeira da Cruz, Miguel Relvas, Álvaro Santos Pereira, Assunção Cristas, Paulo Macedo, Nuno Crato e Pedro Mota Soares.
O ministro das Finanças, aliás, chegou a contradizer o chefe de Governo, afirmando que é mais difícil recuperar da situação de desemprego do que de tragédias como a morte de um familiar próximo. Passos Coelho desvalorizou, no entanto, estas palavras, argumentando que Gaspar só está assim porque sabe que, mais cedo ou mais tarde, vai ser despedido por inadaptação. O primeiro-ministro recusou ainda a observação de que a sua frase eleitoral de que era «o mais africano dos candidatos» se justificava por ele querer fazer de Portugal um país com a taxa de desemprego do Zimbabué ou da Libéria.

Etiquetas:

Eufémia Saraiva

0 comentário(s):

Comentar


    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes