<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Batman 'morre' depois de recorrer ao SNS português

27 novembro, 2008

Se quer esperar pela edição portuguesa, não leia este texto... não gostamos de pessoas sem vida social.

Estava anunciado o fim de Batman como o conhecemos, com Grant Morrison, o actual argumentista da série, a afirmar que Bruce Wayne teria um destino «pior do que a morte». E foi mesmo isso que aconteceu: o Cavaleiro das Trevas morreu depois de duas horas à espera nas urgências do Hospital Amadora-Sintra, apurou, em rigoroso exclusivo, o Jornal do Fundinho.
Mas o início do fim de Batman, tal como revelado em "R.I.P. Batman", a mais recente história do super-herói, ontem publicada, começou três dias antes e foi marcada por uma longa aventura no Sistema Nacional de Saúde. Naquele dia, Bruce Wayne, sofrendo de uma constipação, foi consultado pelo seu médico de família, no Centro de Saúde da Damaia - e aqui reside, para alguns fãs, o grande mistério deste enredo: o que fazia Wayne na Damaia? Os rumores na Internet fizeram surgir os mais diversos cenários. Num site de apostas online, uma das mais rentáveis aponta para uma enorme conspiração urdida pelo vilão Black Glove, mas a hipótese considerada mais provável é a autora destas linhas não ter tido imaginação para encontrar uma justificação plausível.
Depois de o médico de família o ter mandado para casa sem qualquer tratamento, após uma consulta de dois minutos, Wayne/Batman começou a sentir-se cada vez pior, tendo voltado no dia seguinte ao Centro de Saúde. Com o seu clínico ausente, por ter entretanto viajado para a Polinésia, sem dúvida para participar num importante congresso médico, Bruce Wayne foi então consultado por um médico estagiário que, ignorando a tosse persistente e a febre, mandou o super-herói para o Miguel Bombarda, por este usar as cuecas por cima das calças.
Depois de se evadir daquele hospital psiquiátrico, graças a um elaborado plano que consistiu em, basicamente, sair pela porta principal sem que ninguém lhe perguntasse nada, Batman dirigiu-se para as urgências do Amadora-Sintra, onde deu entrada de madrugada. Após uma espera de cinco horas, devido a ter-lhe sido atribuída uma senha verde graças a uma avaria no sistema de triagem de Manchester, o Cavaleiro das Trevas foi visto por um jovem médico português que passou mais tempo a olhar para as pernas de uma colega espanhola do que para ele. Mandado regressar para a sala de espera, com uma espátula na boca e um termómetro debaixo do braço, Batman morreria cerca de 24 horas depois, com um ataque de coração fulminante provocado por uma infecção hospitalar. Deram por ele dois dias depois, quando um dos seguranças adormeceu para cima do seu corpo.
Com o falecimento de Bruce Wayne, diversos fãs, que por esta altura inundam os fóruns online, já estão a tentar prever quem o substituirá como Batman. Há especulação, alimentada pela própria editora DC Comics, de que poderá ser Robin ou um Batman do futuro. E há mais especulação, alimentada pelo Ministério da Saúde, de que será a ministra Ana Jorge. Dentro da mesma linha, há também quem aposte num regresso do mundo dos mortos de Correia de Campos. E depois existe ainda a hipótese de aparecer um herói completamente novo, o Super-Magalhães, mas esta é referida apenas por um usuário com o nickname ZeSokratx.

Etiquetas:

Lucília Gralha

0 comentário(s):

Comentar


    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes