<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6779334299592895871\x26blogName\x3dJornal+do+Fundinho\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://jornaldofundinho.blogspot.com/\x26vt\x3d7297088095981209215', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>







   





   

Bergman e Antonioni causam problemas no Inferno

01 agosto, 2007

Os dois cineastas falecidos esta semana envolveram-se numa disputa que incendiou o ambiente.

Ingmar Bergman e Michelangelo Antonioni, que durante a sua vida chegaram a declarar uma admiração recíproca, desentenderam-se hoje quando se encontraram no Inferno, após a recente morte de ambos.
Os dois realizadores começaram por descrever mutuamente o seu caminho até ao Inferno, mas a conversa começou a azedar quando Bergman disse que «esta viagem dir-se-ia situada na encruzilhada da construção do teatro com a precisão da fotografia, como se tivesse sido retirada de um filme meu», o que levou Antonioni a acusar o sueco de «ter a mania que inventou o cinema moderno».
O cineasta italiano afirmou ainda que não lhe apetecia «aturar um gajo que tinha de meter o sexo em tudo o que fazia, mesmo que fosse um filme sobre a Peste Negra». Bergman não demorou a responder, dizendo que «se eu tivesse realizado um filme só para andar a mostrar mamas de gajas, como ele fez no "Eros", estava mas era caladinho!», ao que acrescentou: «Aquele filho-da-p*** daquele comunista usa tantos planos fixos que até um tripé era capaz de fazer um filme melhor do que os dele!»
Na tentativa de resolver o conflito, o Diabo tentou nas últimas horas encontrar alguém que pudesse arbitrar a disputa. Foi assim que contratou o crítico de cinema João Lopes, abrindo uma excepção para a entrada no Inferno de uma pessoa ainda viva, com o argumento de que «ele já disse mal de tanta gente que, mais cedo ou mais tarde, há-de vir aqui parar».

Bergman e Antonioni 'conversam' com João Lopes [foto E. Calhau]

No entanto, em desenvolvimentos recentes, o plano diabólico (literalmente) revelou-se ineficaz, pois assim que Lopes abriu a boca, referindo-se aos filmes de Bergman e Antonioni como «estes objectos cinematográficos», os dois cineastas desataram num arraial de pancadaria com o crítico como alvo que mais parecia uma película realizada pelo Quentin Tarantino, mas em versão soft, por ser passada no Inferno.
Fonte que preferiu manter-se anónima, mas que diz que está em todo o lado e tem um nome que rima com 'Adeus', garantiu entretanto, em rigoroso exclusivo para o Jornal do Fundinho, que Ingmar Bergman e Michelangelo Antonioni estão a deixar o Diabo à beira de um ataque de de nervos. Pedro Almodóvar já anunciou que «se descobrir que um deles é uma gaja e o outro homossexual, já tenho título e história para um novo filme».
Recorde-se que Bergman e Antonioni foram parar ao Inferno por terem matado de tédio milhares de pessoas com as suas obras, embora o facto de esses espectadores serem totós sem vida pessoal que, por isso, foram parar ao Paraíso, ainda tenha feito S. Pedro vacilar sobre se devia abrir as portas do Céu aos realizadores.

Etiquetas:

Lucília Gralha

1 comentário(s):

Genial! Aproveitas e dás uma aula teórica sobre cinema! :)

Comentar


    Arquivo 2007: fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2008: janeiro | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2009: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2010: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2011: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2012: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2013: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2014: janeiro | fevereiro | março | abril | maio | junho | julho | agosto | setembro | outubro | novembro | dezembro
    Arquivo 2015: janeiro | fevereiro | março | abril


    2007-2013, Jornal do Fundinho. CC: Atribuição / Uso Não-Comercial / Vedada a Criação de Obras Derivadas.
    Diretor: Afonso Barata   Editor de Nacional: Castro Castanheira   Editor de Mundo: Pinto da Cruz   Editor de Economia: Eufémia Saraiva   Editor de Sociedade: Arnaldo Midões
    Editor de Artes+Media: Lucília Gralha   Editor de Desporto: Manuel Feijão   Editor de Fotografia: Eugénio Calhau   Cartoonista: Duarte Bexiga
    Canal do Fundinho: José Libório   Rádio do Fundinho: Odete Antunes